A Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, alegra-se com mais dois Irmãos que, neste dia, emitiram os seus Votos Perpétuos. Trata-se de frei Jesuíno Cabral e frei Jerónimo dos Santos Pereira, ambos naturais de Timor-Leste.

Às 11h30, a Igreja de Nª Sª Mãe dos Homens, em Gondomar, encheu-se e vestiu-se de festa para a celebração da Eucaristia, presidida por frei Fernando Alberto, Ministro Provincial dos Capuchinhos, na qual foi integrado o rito da Profissão. Para além de muitas pessoas de Gondomar, que se quiseram associar a esta celebração, também vários Irmãos Capuchinhos, de várias Fraternidades do país, fizeram questão de marcar presença.

Depois da Eucaristia, seguiu-se o almoço e convívio.

 

Frei Jesuíno Cabral

Nasceu a 22 de janeiro de 1988, em Lacló, no município de Manatuto.

Começou a sentir-se chamado ao sacerdócio quando andava no sexto ano. Quando terminou o Ensino Secundário, os pais mostraram-se disponíveis para o ajudar a prosseguir estudos na Universidade, caso ele o desejasse. Mas o chamamento de Deus foi mais forte. Inicialmente pensou tentar entrar no Seminário Diocesano, mas uma irmã sua, religiosa das Irmãs Franciscanas de Nª Sª das Vitórias, desafiou-o a conhecer primeiro a vida de São Francisco de Assis e só depois a tomar uma decisão.

Foi um tio, Tobias, que saiu da Fraternidade Capuchinha já com vários anos de profissão religiosa, que o acompanhou a Laleia onde iniciou um tempo de experiência, juntamente com outro conterrâneo, Domingos de Oliveira.

Fascinou-o, desde o início, o estilo próximo dos Irmãos Capuchinhos: comiam e rezavam juntos e ninguém estava dispensado dos trabalhos manuais e domésticos. Durante dois anos, participou em diversos encontros vocacionais até que, em 2009, foi recebido no Aspirantado interno. Em 2010 fez o Postulantado e, em meados de 2011, iniciou o ano de Noviciado. Fez a sua Primeira Profissão no dia 28 de julho de 2012.

Passou então para a Fraternidade de Tíbar e começou a estudar no Instituto de Filosofia e Teologia, em Díli. Depois de alguns anos em Portugal, regressa agora a Timor-Leste.

 

Frei Jerónimo dos Santos Pereira

Nasceu em Liquiçá, a 16 de junho de 1991. Filho de Victor dos Santos Pereira e de Ilda Pereira dos Santos, foi batizado no dia 20 de novembro de 1992 pelo Padre Rafael dos Santos, na Paróquia São João de Brito, em Liquiçá. Recebeu a Primeira Comunhão em 2003 e foi crismado no dia 4 de fevereiro de 2009, por Dom Alberto Ricardo da Silva, então bispo da diocese de Díli.

Começou a sua formação inicial na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos no ano de 2010/2011. Entrou para o Postulantado no dia 10 de janeiro de 2012, na Fraternidade de Tíbar. Fez o segundo ano dessa etapa formativa na Fraternidade de Laleia. Foi admitido ao Noviciado, sob a direção do frei Bernadus Kim Song (frei Maxi), também na Fraternidade de Laleia, que iniciou no dia 20 de novembro de 2013. Fez a sua Profissão Simples no dia 28 de novembro de 2014, na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, em Laleia, nas mãos do frei Hermano Filipe, Delegado Provincial dos Capuchinhos em Timor-Leste e com a presença de grande número de Irmãos e Formandos Capuchinhos.

Em 2015, foi enviado para Portugal, para a Fraternidade do Amial, no Porto. Começou, então, a frequentar um curso de língua portuguesa. Em 2016, frequentou a UCP como ouvinte e, em 2017, foi admitido no Mestrado Integrado em Teologia, na mesma universidade. Em 2018, prosseguiu a etapa formativa do pós-Noviciado na Fraternidade de Gondomar, onde reside atualmente.

Ao longo destes anos, foi amadurecendo a sua vida humana e espiritual, nomeadamente através do convívio com os outros Irmãos, o trabalho manual e doméstico, os estudos, a formação bíblica e franciscana e, sobretudo, a oração.

Próximos Eventos

Mais lidos

  • Semana

  • Mês

  • Todos