No passado dia 11 de janeiro, viveu-se um momento histórico na Missão da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em Timor-Leste, com o encontro entre o frei Fernando Alberto, Ministro Provincial dos Capuchinhos, e um grupo de “Antigos Alunos Capuchinhos”. O encontro realizou-se na Fraternidade de Tíbar, no distrito de Liquiça, após 16 anos de presença dos Capuchinhos em Timor-Leste.

Este encontro visava obter o conselho do Ministro Provincial para a criação da Associação dos Antigos Alunos Capuchinhos em Timor-Leste, o que se espera que possa acontecer em breve.

Manifestou-se a necessidade de promover a amizade, o convívio, a solidariedade e a comunicação entre todos os antigos alunos, através do apoio e entreajuda mútua no plano social, profissional e cultural, de acordo com as possibilidades e necessidades manifestadas pelos associados. Por último, manter laços estreitos de trabalho e cooperação com os Capuchinhos, quer divulgando a sua obra, quer a apoiando em iniciativas onde a associação se revelar útil. O assunto foi relatado pelo Sr. Aquiles Salvador Guterres (do primeiro grupo de Aspirantantes, em 2004) e por frei John Naheten, na presença dos membros da Comissão Organizadora.

Por sua vez, o frei Fernando Alberto, mostrou-se orgulhoso com a iniciativa dos antigos alunos. Sublinhou ainda que a Associação deve ter objetivos bem definidos. O frei Fernando garantiu também que esta iniciativa será incluída no seu relatório de passagem da responsabilidade da Missão para a Província de Pontianak, na Indonésia, o que deverá acontecer no próximo dia 8 fevereiro.

Antes de terminar, os antigos alunos presentes tiveram a oportunidade de partilhar com o frei Fernando e os outros frades presentes, as suas experiências profissionais, cursos e graus académicos obtidos após deixarem o convento dos Capuchinhos. Muitos deles exercem funções relevantes com as quais hoje contribuem para o desenvolvimento socioeconómico do país.

O Ministro Provincial mostrou-se feliz com o sucesso dos “antigos alunos Capuchinhos” e recordou que o espírito de fraternidade e experiências que obtiveram durante o tempo que viveram com os Capuchinhos hoje multiplicam-se em ações concretas no seio das comunidades cristãs e da nação. «Agradecemos por tudo isso e por continuarem a ser testemunhas da presença do carisma Capuchinho em Timor-Leste», concluiu o frei Fernando.

O Ministro Provincial aceitou ainda o convite para a abertura da Assembleia-geral, que se realizará no 1 de Fevereiro, em Tíbar, e para o lançamento do “Programa Ecologia”, no dia 8 de fevereiro, em Laleia (Manatuto), convite endereçado pelos Srs. Tobias e Diniz.

Participaram ainda neste encontro, antigos alunos de vários grupos e anos de formação: Sr. Amando, de Baucau, Sr. Luís, de Railaco-Ermera, Sr. Jeremias de Bazartete-Liquiça, Sr. Júlio, de Venilale-Baucau, e Sr. Augusto, de Railaco-Ermera, e ainda o jovem Sebastião, de Dili.

O encontro terminou com a bênção que São Francisco deu a frei Leão e a distribuição do “Tau” pelo frei Fernando, o frei Tinoco, o frei John e o frei Tomé e com uma sessão de fotografias diante da capela dos convento.

Próximos Eventos

Mais lidos

  • Semana

  • Mês

  • Todos