“Servir e dar a vida”

 

LEITURAS:

1ª: Is 53,10-11. Salmo 33/32,4-5.18-19.20.21. R/ Desça sobre nós a vossa misericórdia, porque em Vós esperamos, Senhor. 2ª: Heb 4,14-16. Evº: Mc 10,35-45. I Semana do Saltério

 

UMA IDEIA

Exigência, radicalidade: o que nos parece difícil, Jesus Cristo assumiu-o de forma absoluta, para nos salvar. Sem medo, «permaneçamos firmes na profissão da nossa fé» (2.ª)! No texto do evangelho segundo Marcos, depois de ter feito aos apóstolos o terceiro anúncio da Paixão, Jesus Cristo revela-lhes o segredo do seu caminho. Ele é «o justo, meu servo» que ofereceu «a sua vida como sacrifício de expiação» (1.ª). E, mesmo que Tiago e João não o compreendam, Ele repete a necessidade de passar pela Cruz, a importância de «servir e dar a vida pela redenção de todos» (evangelho). Carregando sobre si as nossas fraquezas, Jesus Cristo revela-nos a misericórdia divina, faz-nos participantes dos bens oferecidos aos «que esperam na sua bondade» (salmo).

 

UM SENTIMENTO

«O Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida pela redenção de todos» (evangelho). A missão de Jesus Cristo inspira a missão da minha vida. «Todo o homem e mulher é uma missão, e esta é a razão pela qual se encontra a viver na terra. [...] O facto de nos encontrarmos neste mundo sem ser por nossa decisão faz-nos intuir que há uma iniciativa que nos antecede e faz existir. Cada um de nós é chamado a refletir sobre esta realidade: ‘Eu sou uma missão nesta terra, e para isso estou neste mundo’» (Mensagem do Papa para o Dia Mundial das Missões). Qual é a minha missão?

Agenda

Mais lidos