Partiu para a Casa do Pai um grande Franciscano Capuchinho, um grande filho de São Francisco de Assis, um amigo solidário com o bom povo angolano. Partiu um nobre cidadão de Angola. Que Nossa Senhora da Muxima receba este filho nos seus braços. Elevemos até Deus, por intermédio de Nossa Senhora, de quem era grande devoto, uma oração pelo seu eterno descanso.

Em Lisboa as cerimónias fúnebres decorreram na igreja da Paróquia da Sagrada Família do Calhariz de Benfica. A trasladação do corpo para Angola, coordenada pelo Consulado Geral de Angola em Lisboa, decorreu no dia 9 de maio, seguindo-se a celebração das exéquias e homenagem do povo angolano.

Breve biografia (preparada pelo frei Adelino Soares)

Frei Benjamim José Maiato (nome civil José António Gomes dos Santos Maiato) nasceu a 11 de Maio de 1922, em Malanje. Filho de António Gomes Maiato e de Maria Francisca Luís Gonçalo, foi baptizado a 6 de Agosto de 1922, na Paróquia de Nossa Senhora da Assunção, Diocese de Malanje e confirmado a 26 de Maio de 1932. Fez os estudos primários de 1932 a 1938 em Malange e Saurimo. Entrou no Seminário Diocesano de Bângalas a 23 de Abril de 1938 onde fez o ensino secundário até 1944. De 1945 a 1956 fez a Filosofia e Teologia no Seminário Maior de Luanda. Entrou no Noviciado da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em Bassano del  Grappa, Itália, a 7 de Dezembro de 1961. Fez a Primeira Profissão a 8 de Dezembro de 1962 também em Bassano del Grappa na Itália. Fez a Profissão Perpétua a 13 de Dezembro de 1964 em Cangola. Foi ordenado Diácono por D. Manuel Nunes Gabriel em Luanda a 27 de Dezembro de 1964 e foi ordenado Presbítero por Dom Manuel Nunes Gabriel a 2 de Maio de 1965 em Luanda.

  • De 1964 a 1973 esteve em Cangola, onde se dedicou ao Seminário Menor e à Pastoral.
  • De 1973 a 1982 esteve  em Camabatela como Vigário Paroquial e Professor na escola do estado.
  • De 1982 a 1985 em Samba Cajú foi Vigário Paroquial e Professor.
  • Nesse tempo também desempenhou também o cargo de Conselheiro dos Capuchinhos em Angola.
  • De 1985 a 1988 em Quiculungo como Vigário Paroquial.
  • De 1988 a 1990 em Camabatela como Vigário Paroquial.
  • De 1990 a 1991 em Itália esteve a fazer um curso de actualização.
  • De 1992 a 2000 em Santo António de Luanda como Vigário Paroquial.
  • De 2000 até hoje em Nossa Senhora de Fátima, Luanda como Confessor.

Era incansável no serviço missionário. Homem sábio muito procurado como conselheiro, muito fez pela formação dos animadores das comunidades, dum modo especial nas Escolas de Catequistas. Procurava estar presente na celebração dos acontecimentos a nível da Igreja em Angola. Sabia encontrar modo de socorrer os mais necessitados. Distinguia-se muito pela sua simplicidade, a sua alegria, a sua disponibilidade, o seu optimismo, a sua disponibilidade e dedicação ao serviço dos irmãos capuchinhos. Exemplo de oração. Tinha uma grande devoção a Nossa Senhora,  à Eucaristia e à Sagrada Escritura. Confessor e Director espiritual muito dedicado. Peçamos ao Senhor que lhe conceda a plenitude da alegria eterna.

frei Benjamim Maiato

Agenda

Mais lidos

  • Semana

  • Mês

  • Todos