ON THE ROAD/pela Estrada fora

ON THE ROAD/pela Estrada fora

Era o tempo da canção: If you are going to S. Francisco”, ou se tu fores a S. Francisco estou certo que encontrarás gente feliz. Era o tempo do romance de Jack Kerouac, “pela Estrada fora”. Era o tempo de Jesus Christ Super Star. Canções e obras literárias emblemáticas da posmodernidade.

Enfim, tudo era apelo a que os jovens fizessem da vida um Sínodo, palavra  grega, que significa caminhar juntos.

Este apelo continua urgente e premente, porque, como dizia Raul Follereau, o médico dos leprosos:”jovens, não metais a vossa vida na Garagem”. Que é como que a dizer: Jovens não encerrareis a vida nas quatro paredes do egoísmo nem apodreçais no lodo pantanoso da preguiça.

Um dia, um jovem, chamado Jesus Cristo também deixou Nazaré e pela estrada fora começou a clamar: “O Reino de Deus está próximo; convertei-vos e acreditai no Evangelho”. Depois de Ressuscitado disse àqueles que se entusiasmaram pela sua Pessoa:Ide por todo o mundo e levai a Boa Nova a toda a criatura”.

E, há uns 800 anos, um jovem chamado Francisco de Assis, entusiasmado por Jesus Cristo, pegou o fogo da Fraternidade nos corações de muitos que foi encontrando pela estrada fora.

Já quase no final da sua vida, cego, compôs um espantoso cântico à Fraternidade universal – o Cântico do Irmão Sol.

Louvado sejas, ó meu Senhor

Com todas as criaturas,

Especialmente o meu senhor irmão Sol,

O qual faz o dia e por ele nos alumias.

E ele é belo e radiante,

Com grande esplendor:

De ti, Altíssimo, nos dá ele a Imagem”.

O Papa Francisco, na Encíclica “Alegria do Evangelho”, também nos convida a " uma Igreja em Saída”. Diz ele:

Na Palavra de Deus, aparece constantemente este dinamismo de «saída», que Deus quer provocar nos crentes. Abraão aceitou a chamada para partir rumo a uma nova terra (cf. Gn12, 1-3). Moisés ouviu a chamada de Deus: «Vai; Eu te envio» (Ex 3, 10), e fez sair o povo para a terra prometida (cf. Ex 3, 17). A Jeremias disse: «Irás aonde Eu te enviar» (Jr 1, 7). Naquele «ide» de Jesus, estão presentes os cenários e os desafios sempre novos da missão evangelizadora da Igreja, e hoje todos somos chamados a esta nova «saída» missionária. Cada cristão e cada comunidade há-de discernir qual é o caminho que o Senhor lhe pede, mas todos somos convidados a aceitar esta chamada: sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho.

Caro jovem, os Franciscanos Capuchinhos do Porto, convidam-te a Encontros Mensais para jovens Inquietos, onde podes encontrar- como cantava Scott Mckenzie- gente feliz, pela Estrada fora, ao jeito de Francisco e Clara de Assis .

 

[Frei Manuel Pires]