Sir 4

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

As obras de misericórdia

1Filho, não tires a vida ao pobre,

não faças esperar os olhos dos indigentes.

2Não desprezes aquele que tem fome,

nem irrites o pobre na sua necessidade.

3Não aflijas o coração do infeliz,

nem recuses a esmola àquele que está na miséria.

4Não rejeites o pedinte em aflição,

nem voltes a cara ao pobre.

5Não afastes os teus olhos do indigente,

nem dês ocasião a ninguém para te amaldiçoar.

6Porque se te amaldiçoa na amargura da sua alma,

aquele que o criou ouvirá a sua oração.

7Mostra-te afável na assembleia;

diante de um grande, curva a tua cabeça.

8Presta ouvidos ao pobre, de boa vontade,

responde-lhe com mansidão e afabilidade.

9Livra o oprimido da mão do opressor,

não sejas fraco quando fizeres justiça.

10Sê para os órfãos como um pai,

e como um marido, para as suas mães;

e serás como um filho do Altíssimo,

que te quererá mais do que a tua própria mãe.


Vantagens da sabedoria

11A sabedoria engrandece os seus filhos,

toma sob a sua protecção aqueles que a buscam.

12Aquele que a ama, ama a vida,

e os que madrugam por ela ficarão cheios de alegria.

13Aquele que a possuir terá a glória por herança,

e o Senhor abençoará o lugar onde ele entrar.

14Os que a servem prestam culto ao Santo,

e os que a amam são amados pelo Senhor.

15Aquele que a ouve julgará as nações,

e o que lhe presta atenção permanecerá em segurança.

16O que nela confia há-de recebê-la em herança,

e a sua posteridade beneficiará da sua posse.

17Ao princípio, ela poderá conduzi-lo por caminhos sinuosos;

incutir-lhe-á temor e tremor,

atormentá-lo-á com a sua disciplina;

antes de confiar nele, pô-lo-á à prova com os seus preceitos.

18Então, virá a ele pelo caminho direito,

fá-lo-á feliz, e desvendar-lhe-á os seus segredos.

19Porém, se ele se transviar, ela há-de abandoná-lo,

e entregá-lo-á nas mãos da desgraça.


Franqueza no falar

20Está atento às ocasiões, evita o mal,

e não te envergonhes de ti mesmo.

21Pois há uma vergonha que conduz ao pecado,

e uma vergonha que é glória e graça.

22Não sejas parcial em teu prejuízo,

nem tenhas hesitações que te ponham em perigo.

23Não retenhas a palavra, quando ela é necessária,

nem escondas a tua sabedoria, por vanglória.

24Pois é pelo discurso que se reconhece a sabedoria,

e pela palavra a instrução.

25Não contradigas a verdade,

mas reflecte sobre a tua ignorância.

26Não te envergonhes de confessar os teus pecados,

e não te oponhas à corrente de um rio.

27Não te submetas a um insensato,

nem sejas parcial a favor do poderoso.

28Combate pela verdade até à morte,

e o Senhor Deus combaterá por ti.

29Não sejas arrogante no falar,

preguiçoso e negligente nas tuas acções.

30Não sejas como um leão na tua casa,

caprichoso e cruel com os teus servos.

31Que a tua mão não esteja aberta para receber

e fechada para dar aos outros.



Capítulos

Sir 1 Sir 2 Sir 3 Sir 4 Sir 5 Sir 6 Sir 7 Sir 8 Sir 9 Sir 10 Sir 11 Sir 12 Sir 13 Sir 14 Sir 15 Sir 16 Sir 17 Sir 18 Sir 19 Sir 20 Sir 21 Sir 22 Sir 23 Sir 24 Sir 25 Sir 26 Sir 27 Sir 28 Sir 29 Sir 30 Sir 31 Sir 32 Sir 33 Sir 34 Sir 35 Sir 36 Sir 37 Sir 38 Sir 39 Sir 40 Sir 41 Sir 42 Sir 43 Sir 44 Sir 45 Sir 46 Sir 47 Sir 48 Sir 49 Sir 50 Sir 51