Sir 17

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Criação do homem e bondade de Deus (Sl 8)

1O Senhor criou os homens a partir da terra,

e a ela de novo os faz voltar.

2Determinou-lhes um tempo e um número de dias,

e deu-lhes domínio sobre tudo o que há na terra.

3Revestiu-os de força como a si mesmo

e fê-los à sua própria imagem.

4Fê-los temidos de todo o ser vivo,

e impôs o seu domínio sobre os animais e as aves.

5Eles receberam o uso dos cinco poderes do Senhor;

como sexto foi-lhes dada a participação da inteligência,

e como sétimo, a razão, intérprete dos seus poderes.

6Dotou-os de inteligência, língua e olhos,

de ouvidos e dum coração para pensar.

7Encheu-os de saber e de inteligência,

e mostrou-lhes o bem e o mal.

8Pôs o seu olhar sobre os seus corações,

a fim de lhes mostrar a grandeza das suas obras.

9E lhes concedeu que celebrassem

eternamente as suas maravilhas.

10Louvarão o nome de Deus Santo,

publicando a magnificência das suas obras.

11Concedeu-lhes a ciência,

e deu-lhes em herança a lei da vida.

12Concluiu com eles uma Aliança eterna,

e revelou-lhes os seus decretos.

13Viram com os próprios olhos a grandeza da sua glória,

os seus ouvidos escutaram a majestade da sua voz.

14Disse-lhes: «Guardai-vos de toda a iniquidade»,

e impôs a cada um deveres para com o próximo.


Deus vê as acções dos homens

15Os seus caminhos estão sempre diante dele,

não poderão ficar ocultos aos seus olhos.

16Desde a infância o seu caminho os leva para o mal

e não puderam mudar o seu coração de pedra num coração de carne,

pois, na divisão dos povos de toda a terra,

17deu a cada nação um chefe,

mas a porção do Senhor é Israel,

18seu primogénito, que Ele alimenta de disciplina,

ao qual concede a luz do seu amor, sem o abandonar.

19Todas as suas obras estão diante dele como o Sol,

e os olhos do Senhor observam continuamente o seu proceder.

20As iniquidades deles não lhe são ocultas,

e todos os seus pecados estão diante do Senhor.

21Mas o Senhor é bom e conhece as suas criaturas,

não as destrói nem as abandona, mas poupa-as.

22A esmola do homem é para Ele como um selo,

e Ele conserva os benefícios realizados, como a pupila dos olhos.

Concedendo a seus filhos e filhas o arrependimento.

23Então, levantar-se-á e há-de recompensá-los,

e retribuirá a cada um segundo o seu procedimento.

24Aos que se arrependem, porém, Ele deixa-os recomeçar,

e conforta os que perderam a perseverança.


Convite à virtude

25Converte-te ao Senhor, deixa os teus pecados,

suplica diante dele e evita as ocasiões de pecado.

26Volta-te para o Altíssimo, afasta-te da injustiça,

– pois Ele próprio te conduzirá,

das trevas à claridade da salvação –

e detesta profundamente o que é abominável.

27Quem louvará o Altíssimo no Hades,

em lugar dos vivos, quem o poderá louvar?

28O morto, como quem não existe, já não pode louvar;

o homem vivo e com saúde é que louvará o Senhor.

29Como é grande a misericórdia do Senhor,

e o seu perdão para com todos os que a Ele se convertem!

30De facto, não se pode encontrar tudo nos homens,

porque os homens não são imortais.

31Que coisa há mais luminosa do que o Sol?

E, entretanto, ele tem eclipses.

Assim o homem de carne e sangue, planeia a maldade!

32Deus passa em revista os astros do céu,

mas os homens são apenas terra e cinza.



Capítulos

Sir 1 Sir 2 Sir 3 Sir 4 Sir 5 Sir 6 Sir 7 Sir 8 Sir 9 Sir 10 Sir 11 Sir 12 Sir 13 Sir 14 Sir 15 Sir 16 Sir 17 Sir 18 Sir 19 Sir 20 Sir 21 Sir 22 Sir 23 Sir 24 Sir 25 Sir 26 Sir 27 Sir 28 Sir 29 Sir 30 Sir 31 Sir 32 Sir 33 Sir 34 Sir 35 Sir 36 Sir 37 Sir 38 Sir 39 Sir 40 Sir 41 Sir 42 Sir 43 Sir 44 Sir 45 Sir 46 Sir 47 Sir 48 Sir 49 Sir 50 Sir 51