Sb 8

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

1Ela estende-se com vigor de uma extremidade à outra

e tudo governa com bondade.


A sabedoria, esposa ideal

2Eu a amei e busquei desde a mi­nha juventude,

procurei tomá-la por esposa

e enamorei-me da sua formo­sura.

3A sua intimidade com Deus pro­clama a nobreza da sua ori­gem,

pois o Senhor do universo a amou.

4É que ela está iniciada na ciên­cia de Deus

e é ela quem escolhe as suas obras.

5E se a riqueza é um bem dese­jável na vida,

que há de mais rico que a sabe­doria, que tudo pode?

6E se é a inteligência que opera,

quem mais que ela é artífice de todas as coisas?

7E se alguém ama a justiça

tem como seus frutos as virtudes,

pois ela ensina temperança e pru­dência,

justiça e fortaleza.

E nada há mais útil que isto para os homens.

8Se alguém deseja uma vasta ex­periência,

ela conhece o passado e adivinha o futuro,

penetra as subtilezas da lingua­gem e a chave dos enigmas,

prevê sinais e prodígios

e o desfecho das idades e dos tempos.

9Por isso, resolvi tomá-la por com­panheira da minha vida,

sabendo que ela será para mim conselheira do bem

e consolação nas preocupações e nas tristezas.

10Graças a ela, alcançarei glória en­tre as multidões

e, embora jovem, gozarei do respeito dos anciãos.

11Ser-me-á reconhecida perspi­cá­cia nos julgamentos

e farei a admiração dos pode­ro­sos.

12Se me calar, esperarão que fale;

se falar, escutar-me-ão atenta­mente;

se me alargar no discurso,

ficarão cheios de admiração.

13Graças a ela, alcançarei a imor­ta­lidade

e deixarei para a posteridade uma memória eterna.

14Governarei povos, e as nações me serão submetidas.

15Os tiranos temíveis, ao ouvir-me, assustar-se-ão.

Com o povo, mostrar-me-ei amá­vel e corajoso na guerra.

16Ao regressar a casa, repousarei ao lado dela,

pois o seu convívio não tem nada de desagradável

nem a sua intimidade é aborre­cida,

mas apenas deleite e alegria.


A sabedoria é puro dom de Deus

17Reflectindo eu sobre estas coisas

e meditando em meu coração

que a imortalidade está em união com a sabedoria;

18que na sua amizade existe um no­bre prazer;

que na obra das suas mãos há uma riqueza inesgotável;

que há inteligência na assidui­dade da sua companhia

e celebridade no diálogo com ela,

ia por toda a parte procurando possuí-la.

19Eu era um jovem de boas qua­lidades,

que tinha recebido uma alma boa;

20ou melhor, como era bom, vim para um corpo sem mancha.

21Sabendo, porém, que não a al­can­çaria,

se Deus não ma concedesse

e já era inteligência saber de quem vinha o dom –

dirigi-me ao Senhor e rezei,

dizendo de todo o coração:



Capítulos

Sb 1 Sb 2 Sb 3 Sb 4 Sb 5 Sb 6 Sb 7 Sb 8 Sb 9 Sb 10 Sb 11 Sb 12 Sb 13 Sb 14 Sb 15 Sb 16 Sb 17 Sb 18 Sb 19