Nm 5

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa
LEIS CULTUAIS


Leis sobre pureza, furto e bens dos sacerdotes (Lv 13,1-46) 1O SENHOR falou a Moisés: 2«Ordena aos filhos de Israel que expulsem do acampamento todo o leproso, todo o que tiver um fluxo e todo o que estiver manchado por ter tocado num cadáver. 3Sejam homens, sejam mulheres, expulsai-os para fora do acampamento; expulsá-los-eis e não contaminarão os seus acampamentos no meio dos quais Eu habito.» 4Assim fizeram os filhos de Israel expulsando-os para fora do acampamento. Como o SENHOR tinha ordenado a Moisés, assim fizeram os filhos de Israel.

5O SENHOR falou a Moisés: 6«Fala aos filhos de Israel: ‘Homem ou mulher que causar prejuízo a alguém, tornando-se culpado de infidelidade para com o SENHOR, e se reconhecer culpado, 7esse declarará o mal que fez, restituirá o objecto da culpa acrescentando-lhe o quinto e o entregará à pessoa lesada. 8Se a pessoa não tiver tutor para receber o objecto da culpa, esse objecto será restituído ao SENHOR através do sacerdote, além do carneiro de expiação que será oferecido em expiação por ele. 9Todas as ofertas e todos os objectos consagrados dos filhos de Israel, que forem apresentados ao sacerdote, serão dele. 10Aquele que possuir um objecto sagrado, a ele pertencerá; mas aquele que o der ao sacerdote, deste será.’»


A mulher suspeita de infidelidade conjugal11O SENHOR falou a Moisés: 12Fala aos filhos de Israel e diz-lhes: “A mulher que se desviar do marido e lhe for infiel, 13tendo relações com outro, se o facto ficar oculto aos olhos do próprio marido, por ela se ter manchado em segredo e não haver quem deponha contra ela, então ela não se declarará. 14Mas se passar por ele um espírito de ciúme, e ele tiver ciúmes da sua mulher e ela se tiver manchado, ou passar por ele um espírito de ciúme e ele tiver ciúmes da sua mulher e ela se não tiver manchado, 15então o marido levará a sua mulher ao sacerdote, apresentando por ela a oferta, um décimo de efá de farinha de cevada, sem derramar azeite nem pôr incenso, porque é uma oblação de ciúme, uma oblação memorial a recordar uma iniquidade. 16O sacerdote mandará aproximar a mulher e a fará estar de pé diante do SENHOR. 17Então, o sacerdote tirará água santa com um vaso de barro e deitará na água pó do chão do tabernáculo. 18O sacerdote fará permanecer de pé a mulher diante do SENHOR, há-de descobrir-lhe a cabeça e colocar-lhe nas mãos a oblação memorial, oblação de ciúme, enquanto nas mãos do sacerdote estarão as águas amargas da maldição. 19O sacerdote a mandará prestar juramento e dirá à mulher: ‘Se nenhum homem teve relações contigo, se não te desviaste do teu marido, manchando-te, serás declarada inocente por estas águas amargas da maldição. 20Mas se te desviaste do teu marido e te manchaste tendo relações com outro homem que não o teu marido’, 21o sacerdote mandará a mulher prestar juramento, o juramento de imprecação, e o sacerdote dirá à mulher: ‘O SENHOR realize em ti a maldição e o juramento no meio do teu povo; faça o SENHOR murchar o teu sexo e secar o teu ventre. 22Que estas águas amargas penetrem nas tuas entranhas para secar o teu ventre e murchar o teu sexo.’ Então a mulher responderá: ‘Ámen! Ámen!’ 23O sacerdote escreverá estas maldições no livro, deitá-las-á nas águas amargas 24e fará com que a mulher beba as águas amargas da imprecação, a fim de penetrarem nela as águas amargas para amargura. 25O sacerdote tomará das mãos da mulher a oblação de ciúme, elevará a oblação diante do SENHOR e a apresentará no altar. 26O sacerdote tomará um punhado desta oblação memorial, incensará o altar e, depois, dará a beber as águas à mulher. 27Quando ela tiver bebido as águas, se estiver manchada e se se tiver desviado do seu marido, as águas da maldição penetrarão nela para amargura e secará o seu ventre e murchará o seu sexo; a mulher será maldita no meio do seu povo. 28Mas, se a mulher não se tiver manchado e estiver pura, será declarada inocente e poderá ter descendência. 29Esta é a lei dos ciúmes, quando a mulher se desviar do seu marido e se manchar, 30ou quando um homem, levado pelo espírito de ciúme, tiver ciúme de sua mulher e apresentar a sua mulher diante do SENHOR. Então o sacerdote cumprirá com ela toda esta lei. 31O marido ficará isento de culpa e a mulher suportará a sua iniquidade”.»



Capítulos

Nm 1 Nm 2 Nm 3 Nm 4 Nm 5 Nm 6 Nm 7 Nm 8 Nm 9 Nm 10 Nm 11 Nm 12 Nm 13 Nm 14 Nm 15 Nm 16 Nm 17 Nm 18 Nm 19 Nm 20 Nm 21 Nm 22 Nm 23 Nm 24 Nm 25 Nm 26 Nm 27 Nm 28 Nm 29 Nm 30 Nm 31 Nm 32 Nm 33 Nm 34 Nm 35 Nm 36