Nm 21

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Vitória sobre os cananeus e tomada de Horma (Jz 1,16-17) – 1O cananeu, rei de Arad, que habitava no Négueb, soube que Israel avançava pelo caminho de Atarim; combateu contra Israel e levou alguns deles prisioneiros. 2Então Israel fez ao SENHOR esta promessa: «Se entregares este povo nas minhas mãos, destruirei, em tributo, as suas cidades.» 3O SENHOR ouviu a voz de Israel e entregou-lhe os cananeus; então ele destruiu, em tributo, as cidades deles. Aquele lugar passou a chamar-se Horma.


As serpentes ardentes4Do monte Hor, os israelitas partiram pelo caminho do Mar dos Juncos para contornar a terra de Edom, mas cansaram-se na caminhada. 5O povo falou contra Deus e contra Moisés: «Porque nos fizestes subir do Egipto? Foi para morrer no deserto, onde não há pão nem água, estando enjoados com este pão levíssimo?»

6Mas o SENHOR enviou contra o povo serpentes ardentes, que mordiam o povo, e por isso morreu muita gente de Israel. 7O povo foi ter com Moisés e disse-lhe: «Pecámos ao protestarmos contra o SENHOR e contra ti. Intercede junto do SENHOR para que afaste de nós as serpentes.» E Moisés intercedeu pelo povo.


A serpente de bronze (Jo 3,14-15) – 8O SENHOR disse a Moisés: «Faz para ti uma serpente abrasadora e coloca-a num poste. Sucederá que todo aquele que tiver sido mordido, se olhar para ela, ficará vivo.»

9Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e fixou-a sobre um poste. Quando alguém era mordido por uma serpente e olhava para a serpente de bronze, vivia.


Caminhada pela Transjordânia 10Os filhos de Israel partiram e acamparam em Obot. 11Partiram de Obot e acamparam em Ié-Abarim, no deserto que se encontra em frente de Moab, a oriente. 12Partiram dali e acamparam no vale de Zéred. 13Partiram dali e acamparam além do Arnon, que sai do território dos amorreus e atravessa o deserto; na verdade, o Arnon é a fronteira de Moab, entre Moab e os amorreus. 14Por isso, se diz no “Livro das Guerras do SENHOR”:

«Vaeb em Sufá e as suas torrentes,
15o Arnon e a encosta das torrentes
que se estende para as regiões de Ar
e chegam à fronteira de Moab.»

16Daí foram para Beer. Este é o poço acerca do qual o SENHOR dissera a Moisés: «Reúne o povo e Eu lhes darei água.» 17Então, Israel cantou este hino:

«Sobe, água do poço! Aclamai-o!
18Poço aberto por príncipes, cavado por gente nobre,
com ceptros, com seus bastões!»

Do deserto foram para Mataná; 19de Mataná para Naaliel e de Naaliel para Bamot; 20de Bamot para o vale que está nos campos de Moab, ao cume do Pisga, de onde se domina a vastidão do deserto.


Vitória sobre Seon e Og (Dt 2,26-37; 3,1-17; Js 12,1-6) – 21Israel enviou mensageiros a Seon, rei dos amorreus, dizendo: 22«Deixa-me passar pela tua terra; não nos desviaremos por campos e vinhas, nem beberemos água de poços. Seguiremos pela estrada real até termos atravessado as tuas fronteiras.» 23Mas Seon não permitiu que Israel atravessasse as suas fronteiras; Seon ajuntou todo o seu povo e saiu ao encontro de Israel, no deserto. Foi a Jaás e combateu contra Israel. 24Israel atacou-o ao fio da espada e apoderou-se da terra dele desde o Arnon até ao Jaboc e ao país dos amonitas, porque estava fortificada a fronteira dos amonitas. 25Israel tomou todas aquelas cidades e estabeleceu-se em todas as cidades dos amorreus, em Hesbon e em todas as suas aldeias. 26Hesbon era a capital de Seon, rei dos amorreus. Este tinha combatido contra o anterior rei de Moab e tomara-lhe todo o seu país até ao Arnon. 27Por isso, dizem os poetas:

«Vinde a Hesbon!
Será reconstruída e fortificada a cidade de Seon!
28É que um fogo saiu de Hesbon,
uma chama da fortaleza de Seon;
devorou Ar de Moab,
os senhores das colinas do Arnon!
29Ai de ti, Moab!
Estás perdido, povo de Camós!
Deu seus filhos sobreviventes
e suas filhas aprisionadas
a Seon, rei dos amorreus.
30Hesbon destruiu as suas crianças até Dibon,
as mulheres até Nofa,
os homens até Madabá!»

31Israel instalou-se, pois, no país dos amorreus. 32Moisés mandou explorar Jazer; apoderaram-se das suas aldeias e expulsaram os amorreus, que aí estavam. 33Inflectiram e subiram pelo caminho de Basan, mas Og, rei de Basan, saiu-lhes ao encontro com todo o seu povo para os combater em Edrei.

34Então o SENHOR disse a Moisés: «Não o temas, porque o entregarei nas tuas mãos, bem como a todo o seu povo e ao seu país. Farás com ele como fizeste com Seon, rei dos amorreus, que habitava em Hesbon.» 35Derrotaram-no, de facto, e aos seus filhos e a todo o seu povo de forma a não ficar nenhum sobrevivente e, assim, lhe conquistaram o país.



Capítulos

Nm 1 Nm 2 Nm 3 Nm 4 Nm 5 Nm 6 Nm 7 Nm 8 Nm 9 Nm 10 Nm 11 Nm 12 Nm 13 Nm 14 Nm 15 Nm 16 Nm 17 Nm 18 Nm 19 Nm 20 Nm 21 Nm 22 Nm 23 Nm 24 Nm 25 Nm 26 Nm 27 Nm 28 Nm 29 Nm 30 Nm 31 Nm 32 Nm 33 Nm 34 Nm 35 Nm 36