Lv 27

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa
III. APÊNDICE (27,1-34)


Votos (Ex 30,11-16) – 1O SENHOR falou a Moisés, nestes termos: 2«Fala aos filhos de Israel, e diz-lhes: ‘Se alguém prometer ao SENHOR, por voto, o valor equivalente a uma pessoa, 3o seu valor estimativo será o seguinte: por um homem de vinte a sessenta anos de idade, o valor será de cinquenta siclos de prata, conforme o peso do santuário. 4E tratando-se de uma mulher, o valor será de trinta siclos.

5A partir de cinco até vinte anos, será de vinte siclos para o rapaz, e de dez siclos para uma menina. 6A partir da idade de um mês até à idade de cinco anos, o valor será de cinco siclos de prata para um rapaz e de três siclos de prata por uma menina. 7De sessenta anos em diante, será de quinze siclos por um homem e de dez siclos por uma mulher. 8Se o que fez o voto é tão pobre que não pode pagar a avaliação, apresentará a pessoa diante do sacerdote e este calculará a avaliação; o valor será fixado pelo sacerdote de acordo com as posses daquele que fez voto.

9Se for um animal, com o qual se possa fazer uma oferta ao SENHOR, todo o animal oferecido ao SENHOR tornar-se-á uma coisa sagrada. 10Não se pode trocar, nem substituir, um bom por um defeituoso, ou um defeituoso por um melhor; se, apesar disso, tiverem substituído o animal por um outro, tanto o animal substituído como o substituto serão igualmente coisa sagrada. 11Se se tratar de um animal impuro, que não é apto para ser oferecido ao SENHOR, apresentar-se-á o animal ao sacerdote; 12este o avaliará segundo as suas boas ou más qualidades; e a avaliação do sacerdote será respeitada. 13Se a pessoa, em seguida, o quiser resgatar, acrescentará um quinto ao valor da avaliação.

14Se um homem consagrar a sua casa ao SENHOR, como coisa sagrada, o sacerdote procederá à sua avaliação, segundo o seu alto ou baixo preço; o seu preço será o da apreciação feita pelo sacerdote. 15Mas, se aquele que consagrou quiser resgatar a sua casa, acrescentará um quinto ao preço da avaliação, e ela pertencer-lhe-á.

16Se um homem consagrar ao SENHOR um campo da sua propriedade, proceder-se-á à avaliação, segundo a semente nele semeada: um hómer de cevada valerá cinquenta siclos de prata. 17Se consagrou um campo, durante o ano do Jubileu, é pelo valor desse ano que ela será avaliada; 18se a consagrou, depois do ano do Jubileu, o sacerdote calculará o preço, de acordo com os anos que faltam até ao Jubileu, e fará uma redução sobre o valor da avaliação. 19Se aquele que consagrou a terra quiser resgatá-la, acrescentará um quinto ao preço da avaliação, e ela pertencer-lhe-á. 20Mas, se não resgatar o campo ou se este campo tiver sido vendido a qualquer outro, não poderá mais ser resgatado. 21Este campo, no fim do Jubileu, será consagrado ao SENHOR como campo interdito e tornar-se-á propriedade do sacerdote.

22Se aquilo que consagrou ao SENHOR for um campo adquirido por ele, que não faça parte do seu património, 23o sacerdote o avaliará de acordo com os anos que faltem até ao Jubileu, e esse valor será pago nesse mesmo dia, como coisa consagrada ao SENHOR. 24No ano do Jubileu, a terra voltará à posse daquele a quem tinha sido comprada e que a possuía como património. 25E todas as avaliações serão feitas segundo o siclo do santuário; o siclo corresponde a vinte gueras.

26Não se poderá consagrar ao SENHOR o primogénito de um animal, o qual, ao nascer, pertence já ao SENHOR; quer seja boi ou ovelha é do SENHOR. 27Se se tratar de um animal impuro, poder-se-á resgatá-lo pelo preço da avaliação, acrescentando-lhe um quinto; se não for resgatado, será vendido a outro pelo preço da avaliação.

28Qualquer coisa que alguém consagrar em honra do SENHOR por voto, de entre as suas propriedades, quer seja uma pessoa, animal ou um campo do seu património, não poderá ser vendida ou resgatada; tudo o que assim for consagrado converte-se numa coisa sagrada para o SENHOR. 29Mesmo que se trate de um ser humano, este voto é irrevogável: ele terá de morrer.’»


Dízimos (Nm 18,20-32) – 30«Todo o dízimo da terra, quer seja de produtos da terra ou de frutos das árvores, pertence ao SENHOR, é consagrado ao SENHOR. 31E se alguém quiser resgatar uma parte do seu dízimo, juntar-lhe-á um quinto.

32Todo o dízimo, seja ele de bois, de ovelhas e de cabras, isto é, o décimo de todos os animais que passarem debaixo da vara do pastor será consagrado ao SENHOR. 33Não se examinará se são bons ou defeituosos e não se substituirão; se, contudo, tiverem sido substituídos, tanto ele como o seu substituto ficam igualmente consagrados; não se poderão resgatar.»

34Estes são os mandamentos que o SENHOR deu a Moisés para os filhos de Israel, no monte Sinai.



Capítulos

Lv 1 Lv 2 Lv 3 Lv 4 Lv 5 Lv 6 Lv 7 Lv 8 Lv 9 Lv 10 Lv 11 Lv 12 Lv 13 Lv 14 Lv 15 Lv 16 Lv 17 Lv 18 Lv 19 Lv 20 Lv 21 Lv 22 Lv 23 Lv 24 Lv 25 Lv 26 Lv 27