Lv 26

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Bênçãos (Ex 23,22-23; Dt 28,1-14) 1Não façais para vós ídolos, nem levanteis entre vós imagens de madeira, estelas ou pedras esculpidas. Não as coloqueis na vossa terra, para vos prostrardes diante delas, porque Eu sou o SENHOR, vosso Deus. 2Guardai os meus sábados, e reverenciai o meu santuário. Eu sou o SENHOR.

3Se cumprirdes os meus decretos e guardardes os meus mandamentos, e os puserdes em prática, 4dar-vos-ei as chuvas na estação própria; a terra dará os seus produtos e as árvores dos campos darão os seus frutos. 5A debulha do trigo prolongar-se-á até à vindima, e a vindima, até ao tempo das sementeiras; comereis pão com abundância e habitareis em segurança na vossa terra. 6Farei reinar a paz na vossa terra e ninguém perturbará o vosso sono; farei desaparecer as feras, e a espada não passará pela vossa terra. 7Perseguireis os vossos inimigos, eles cairão sob a vossa espada. 8Cinco dos vossos perseguirão um cento, e cem dos vossos perseguirão dez mil; e os vossos inimigos cairão sob a vossa espada. 9Olharei por vós, far-vos-ei crescer e multiplicar, e manterei a minha aliança convosco. 10Comereis da colheita armazenada e tereis que a retirar para dar lugar à nova. 11Estabelecerei a minha morada no meio de vós, e não me hei-de aborrecer convosco. 12Caminharei no meio de vós, serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo. 13Eu sou o SENHOR, vosso Deus, que vos fez sair da terra do Egipto, para que não continuásseis a ser escravos; quebrei as cadeias do vosso jugo e fiz que andásseis de cabeça erguida.»


Maldições (Dt 28,15-68; Am 4,6-12) – 14«Mas, se vós não me escutardes e deixardes de cumprir todos estes mandamentos, 15se desprezardes os meus decretos, se o vosso espírito rejeitar os meus preceitos, chegando ao ponto de não cumprirdes mais os meus mandamentos e de violar a minha aliança, 16então eis aqui o que vos farei: enviarei contra vós o terror, a fraqueza e a febre, que enfraquecem os olhos e consomem a vida; semeareis em vão a vossa semente, e os vossos inimigos alimentar-se-ão dos seus frutos. 17Voltarei o meu rosto contra vós e sereis derrotados pelos vossos inimigos; os que vos odeiam dominar-vos-ão, e fugireis sem que ninguém vos persiga.

18E, se apesar disto não me escutardes, vou continuar a castigar-vos sete vezes mais pelos vossos pecados. 19Quebrantarei o vosso orgulhoso poder, tornarei duro o vosso céu como o ferro e a vossa terra como o bronze. 20As vossas forças se consumirão em vão, a vossa terra não dará os seus produtos e as árvores não darão os seus frutos.

21Se procederdes hostilmente para comigo e, se não quiserdes escutar-me, castigar-vos-ei sete vezes mais, conforme os vossos pecados. 22Soltarei os animais ferozes sobre vós, e eles privar-vos-ão dos vossos filhos, exterminarão o vosso gado, dizimar-vos-ão e os vossos caminhos ficarão desertos.

23Se mesmo assim não aceitais a minha correcção, mas pelo contrário continuardes a hostilizar-me, 24também Eu procederei hostilmente contra vós e punir-vos-ei sete vezes mais pelos vossos pecados. 25Farei vir contra vós a espada vingadora dos direitos da minha aliança, e refugiar-vos-eis nas vossas cidades. Depois lançarei a peste no meio de vós e ficareis à mercê do inimigo. 26E, além disso, privar-vos-ei do pão, de modo que dez mulheres cozerão o vosso pão num só forno e ser-vos-á distribuído por peso; comê-lo-eis, mas não ficareis saciados.

27Se, apesar destas coisas, não me escutais e vos portardes hostilmente para comigo, 28também Eu me portarei hostilmente para convosco cheio de furor e castigar-vos-ei sete vezes mais pelos vossos pecados. 29Devorareis a carne dos vossos filhos e a carne das vossas filhas. 30Destruirei os vossos lugares altos, derrubarei os vossos altares portáteis e amontoarei os vossos cadáveres sobre os cadáveres dos vossos ídolos; e o meu espírito repelir-vos-á. 31Transformarei as vossas cidades em ruínas, devastarei os vossos santuários e não terei de respirar mais o odor dos vossos sacrifícios. 32Depois, Eu mesmo devastarei esta terra, de tal modo que os vossos inimigos, ao ocuparem-na, ficarão estupefactos. 33Dispersar-vos-ei entre as nações, perseguir-vos-ei à espada; a vossa terra ficará desolada e as vossas cidades ficarão em ruínas.

34Então, a terra gozará do seu descanso sabático, durante o tempo da sua desolação; e vós estareis na terra dos vossos inimigos. É então que a terra poderá gozar do descanso dos seus anos sabáticos. 35Descansará durante todo o tempo em que estiver desolada pelo descanso que não teve nos vossos anos sabáticos, quando a habitáveis.

36Quanto aos vossos sobreviventes, dar-lhes-ei tanta angústia na terra dos seus inimigos, que o simples ruído de uma folha ao cair os porá em fuga, pensando que alguém os persegue à espada. E cairão, sem ninguém os perseguir. 37Tropeçarão e cairão uns sobre os outros, como quando se foge da espada, mesmo sem ninguém os perseguir. Não podereis resistir aos vossos inimigos; 38perecereis entre as nações e a terra dos vossos inimigos devorar-vos-á. 39Os que sobreviverem, dentre vós, consumir-se-ão por causa da sua iniquidade, no país dos vossos inimigos, e também se consumirão por causa das iniquidades dos seus pais. 40Depois, confessarão a sua iniquidade e a dos seus pais, as transgressões que cometeram contra mim e a sua hostilidade para comigo. 41Por isso, Eu também os tratarei hostilmente, deportando-os para o país dos seus inimigos; então, o seu coração infiel se humilhará e expiarão a sua iniquidade.»


Deus é fiel à aliança42«Recordar-me-ei, então, da minha aliança com Jacob; recordar-me-ei da minha aliança com Isaac, da minha aliança com Abraão, e também me recordarei deste país. 43Então, a terra abandonada e desolada pelos habitantes recuperará os seus sábados e eles próprios repararão a sua iniquidade, porque desprezaram os meus preceitos e rejeitaram os meus decretos. 44Mesmo assim, quando estiverem no país dos seus inimigos, não os abandonarei nem rejeitarei ao ponto de os aniquilar e de invalidar a minha aliança com eles, porque Eu sou o SENHOR, seu Deus. 45Recordar-me-ei, a seu favor, da aliança feita com os seus antepassados, que fiz sair da terra do Egipto, à vista das nações, para ser o seu Deus, Eu, o SENHOR.»

46Tais são os decretos, os preceitos e as leis que o SENHOR estabeleceu entre Ele e os filhos de Israel, por intermédio de Moisés, no monte Sinai.



Capítulos

Lv 1 Lv 2 Lv 3 Lv 4 Lv 5 Lv 6 Lv 7 Lv 8 Lv 9 Lv 10 Lv 11 Lv 12 Lv 13 Lv 14 Lv 15 Lv 16 Lv 17 Lv 18 Lv 19 Lv 20 Lv 21 Lv 22 Lv 23 Lv 24 Lv 25 Lv 26 Lv 27