Ex 4

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

1Moisés respondeu dizendo: «E se eles não acreditarem em mim e não ouvirem a minha voz e disserem: ‘O SENHOR não te apareceu!’» 2O SENHOR disse-lhe: «O que é isso que tens na mão?» Ele respondeu: «Uma vara.» 3«Atira-a ao chão», disse Ele. Atirou-a ao chão, e ela transformou-se numa cobra, e Moisés fugiu dela. 4O SENHOR disse a Moisés: «Estende a tua mão e agarra-a pela cauda.» Ele estendeu a sua mão e segurou-a com força, e ela transformou-se em vara na palma da sua mão.

5«É para que eles acreditem que te apareceu o SENHOR, o Deus dos seus pais, Deus de Abraão, Deus de Isaac e Deus de Jacob.»

6Disse-lhe ainda o SENHOR: «Mete a tua mão no teu seio.» Ele meteu a sua mão no seu seio e tirou-a fora, e eis que a sua mão estava coberta de lepra como neve. 7E o SENHOR disse: «Volta a meter a tua mão no teu seio.» Meteu outra vez a mão no seu seio e tirou-a sã, e eis que se tornou como a sua carne.

8«Se suceder que eles não acreditem em ti e não ouçam a voz do primeiro sinal, acreditarão no segundo sinal. 9E se suceder que não acreditem nestes dois sinais nem escutem a tua voz, tomarás da água do rio e derramá-la-ás sobre a terra seca; e a água que tiveres tirado do rio transformar-se-á em sangue sobre a terra seca.»

10Moisés disse ao SENHOR: «Mas Senhor, eu não sou um homem dotado para falar; e isto não é de ontem nem de anteontem nem desde que começaste a falar com o teu servo; na verdade, tenho a boca e a língua pesadas.»

11O SENHOR disse-lhe: «Quem deu ao homem uma boca? Quem torna alguém mudo ou surdo? Quem faz ver bem ou ser cego? Não sou Eu, o SENHOR? 12E agora, vai, que Eu estarei com a tua boca e te ensinarei o que deverás dizer.»

13Ele disse: «Eu te peço, Senhor, envia a mensagem pela mão de outro que queiras enviar.» 14Acendeu-se então a ira do SENHOR contra Moisés, e disse: «Não existe, porventura, Aarão, teu irmão, o levita? Eu sei que ele fala fluentemente. E ei-lo que sai ao teu encontro! Logo que te vir, alegrar-se-á no seu coração. 15Falar-lhe-ás e porás as palavras na boca dele. E Eu estarei com a tua boca e com a boca dele, e ensinar-vos-ei o que deveis fazer. 16Ele falará por ti ao povo: ele será para ti a boca, e tu serás deus para ele. 17E esta vara, leva-a na tua mão! É com ela que farás os sinais.


Moisés regressa ao Egipto18Moisés partiu dali, e voltou para Jetro, seu sogro, e disse-lhe: «Vou ter de partir e voltar para os meus irmãos que estão no Egipto, para ver se estão ainda vivos.» Jetro disse a Moisés: «Vai em paz!»

19O SENHOR disse a Moisés em Madian: «Vai, volta ao Egipto, pois estão mortos todos os homens que atentavam contra a tua vida.» 20Moisés tomou consigo a sua mulher e os seus filhos, fê-los montar no jumento, e voltou à terra do Egipto. E Moisés pegou na vara de Deus com a sua mão.

21O SENHOR disse a Moisés: «No teu caminho de regresso ao Egipto, vê todos os prodígios que Eu pus na tua mão: fá-los-ás diante do faraó, e Eu endurecerei o seu coração, e ele não deixará o povo partir. 22E dirás ao faraó: ‘Assim fala o SENHOR: O meu filho primogénito é Israel. 23Eu digo-te: Deixa partir o meu filho para que me sirva, e tu recusas deixá-lo partir! Então, Eu matarei o teu filho primogénito.’»

24E aconteceu que, no caminho, num acampamento, o SENHOR veio ao encontro dele e tentou matá-lo. 25Séfora pegou numa pedra e cortou o prepúcio do seu filho, tocou os pés de Moisés com ele, e disse: «Tu és para mim um esposo de sangue.» 26E Ele deixou-o. Daí ela dizer «esposo de sangue», a propósito da circuncisão.

27O SENHOR disse a Aarão: «Vai ao encontro de Moisés no deserto.» Ele partiu e encontrou-o na montanha de Deus, e beijou-o. 28E Moisés relatou a Aarão todas as palavras com que o SENHOR o tinha enviado e todos os sinais que lhe tinha ordenado fazer.

29Moisés e Aarão partiram e reuniram todos os anciãos dos filhos de Israel. 30E Aarão comunicou todas as palavras que o SENHOR tinha dito a Moisés, e fez os sinais diante do povo. 31E o povo acreditou. Eles compreenderam que o SENHOR tinha visitado os filhos de Israel e tinha visto a sua opressão. E inclinaram-se e prostraram-se.



Capítulos

Ex 1 Ex 2 Ex 3 Ex 4 Ex 5 Ex 6 Ex 7 Ex 8 Ex 9 Ex 10 Ex 11 Ex 12 Ex 13 Ex 14 Ex 15 Ex 16 Ex 17 Ex 18 Ex 19 Ex 20 Ex 21 Ex 22 Ex 23 Ex 24 Ex 25 Ex 26 Ex 27 Ex 28 Ex 29 Ex 30 Ex 31 Ex 32 Ex 33 Ex 34 Ex 35 Ex 36 Ex 37 Ex 38 Ex 39 Ex 40