Ex 16

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

O maná e as codornizes (Nm 11,1-15.31-34; Sl 78,23-29; Sb 16,20-29; Jo 6,26-58) – 1Partiram de Elim e toda a comunidade dos filhos de Israel chegou ao deserto de Sin, que está entre Elim e o Sinai, no décimo quinto dia do segundo mês, após a sua saída da terra do Egipto.

2Toda a comunidade dos filhos de Israel murmurou contra Moisés e Aarão no deserto. 3Os filhos de Israel disseram-lhes: «Quem dera que tivéssemos morrido pela mão do SENHOR na terra do Egipto, quando estávamos descansados junto da panela de carne, quando comíamos com fartura! Mas vós fizestes-nos sair para este deserto para fazer morrer de fome toda esta assembleia!»

4O SENHOR disse a Moisés: «Eis que vou fazer chover do céu pão para vós. O povo sairá e recolherá em cada dia a porção de um dia. Isto é para o pôr à prova e ver se andará, ou não, na minha lei. 5No sexto dia, quando prepararem o que tiverem trazido, haverá o dobro daquilo que recolhem em cada dia.»

6Moisés e Aarão disseram a todos os filhos de Israel: «Ao cair da tarde reconhecereis que foi o SENHOR que vos fez sair da terra do Egipto, 7e pela manhã vereis a glória do SENHOR, porque Ele terá ouvido as vossas murmurações contra o SENHOR. Nós, porém, o que somos para que murmureis contra nós?»

8Disse Moisés: «Quando o SENHOR vos der esta noite carne para comer, e pela manhã pão com fartura, então o SENHOR terá ouvido as murmurações que vós proferistes contra Ele. Nós, porém, o que somos? Não são contra nós as vossas murmurações, mas contra o SENHOR.»

9Moisés disse a Aarão: «Diz a toda a comunidade dos filhos de Israel: ‘Aproximai-vos do SENHOR, porque Ele ouviu as vossas murmurações.’» 10Enquanto Aarão falava a toda a comunidade dos filhos de Israel, eles voltaram-se para o deserto, e eis que a glória do SENHOR apareceu na nuvem.

11O SENHOR falou a Moisés, dizendo: 12«Ouvi as murmurações dos filhos de Israel. Fala-lhes, dizendo: ‘Ao crepúsculo comereis carne, e pela manhã saciar-vos-eis de pão, e conhecereis que Eu sou o SENHOR, vosso Deus.’» 13À tardinha caíram tantas codornizes que cobriram o acampamento, e pela manhã havia uma camada de orvalho ao redor do acampamento. 14A camada de orvalho levantou, e eis que à superfície do deserto havia uma substância fina e granulosa, fina como geada sobre a terra.

15Os filhos de Israel viram e disseram uns aos outros: «Que é isto?», pois não sabiam o que era aquilo. Disse-lhes Moisés: «Isto é o pão que o SENHOR vos deu para comer. 16Foi isto que o SENHOR ordenou: ‘Recolhei cada um conforme o que comer, um gómer por cabeça, segundo o número das vossas pessoas, recolhei cada um conforme os que estejam na sua tenda.’»

17Assim fizeram os filhos de Israel, e recolheram, uns muito, outros pouco. 18Mediam com o gómer, e não sobejava a quem tinha muito nem faltava a quem tinha pouco. Cada um tinha recolhido conforme o que comia.

19Disse-lhes Moisés: «Ninguém o guarde até de manhã.» 20Porém, alguns não escutaram Moisés, e guardaram-no até de manhã; mas ganhou vermes e cheirava mal. E Moisés irritou-se contra eles.

21Recolhiam-no todas as manhãs, cada um conforme o que comia. E quando o sol aquecia, derretia-se.


O sábado (Lv 23,3-4; 25,1-7) – 22Vindo o sexto dia, recolheram o dobro do pão, dois gómeres para cada um, e todos os chefes da comunidade vieram comunicá-lo a Moisés. 23Ele disse-lhes: «Foi isto que o SENHOR falou. Amanhã é descanso completo, um sábado consagrado ao SENHOR: aquilo que deveis cozer, cozei; aquilo que deveis ferver, fervei; tudo o que sobejar, conservai-o guardado para vós até de manhã.» 24Conservaram-no até de manhã, como tinha ordenado Moisés, e não cheirava mal nem ganhou vermes. 25Disse Moisés: «Comei-o hoje, porque hoje é sábado consagrado ao SENHOR; hoje não o encontrareis no campo. 26Recolhê-lo-eis durante seis dias, mas no sétimo dia, sábado, não haverá.» 27No sétimo dia saíram alguns do povo para fazer recolha, mas não o encontraram.

28O SENHOR disse a Moisés: «Até quando recusareis guardar os meus mandamentos e as minhas leis? 29Vede que o SENHOR vos deu o sábado; e é por isso que vos dá, no sexto dia, o pão para dois dias. Fique cada um onde está, que ninguém saia do seu lugar no sétimo dia.» 30E o povo descansou no sétimo dia.

31A casa de Israel deu-lhe o nome de maná. Era como semente de coentro, branco, e o seu sabor, como bolo de mel.

32Disse Moisés: «Eis o que o SENHOR ordenou: ‘Enchei um gómer dele e guardai-o para as vossas gerações, para que vejam o pão que vos dei a comer no deserto, quando vos fiz sair da terra do Egipto.’»

33Moisés disse a Aarão: «Toma um vaso, e põe lá um gómer cheio de maná, e coloca-o diante do SENHOR a fim de ser conservado para as vossas futuras gerações.» 34Como o SENHOR tinha ordenado a Moisés, Aarão colocou-o diante do testemunho, a fim de ser conservado. 35Os filhos de Israel comeram o maná durante quarenta anos, até chegarem à terra habitada. Comeram o maná até chegarem aos confins da terra de Canaã. 36O gómer é um décimo do efá.



Capítulos

Ex 1 Ex 2 Ex 3 Ex 4 Ex 5 Ex 6 Ex 7 Ex 8 Ex 9 Ex 10 Ex 11 Ex 12 Ex 13 Ex 14 Ex 15 Ex 16 Ex 17 Ex 18 Ex 19 Ex 20 Ex 21 Ex 22 Ex 23 Ex 24 Ex 25 Ex 26 Ex 27 Ex 28 Ex 29 Ex 30 Ex 31 Ex 32 Ex 33 Ex 34 Ex 35 Ex 36 Ex 37 Ex 38 Ex 39 Ex 40