Esd 5

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Reconstrução do templo (520-515) (Ag 1,1-15; Zc 4,9-10) – 1O pro­feta Ageu e o profeta Zacarias, filho de Ido, profetizaram aos judeus que estavam em Judá e em Jeru­salém, em nome do Deus de Israel. 2Então, Zorobabel, filho de Salatiel, e Jesua, filho de Jocédec, retoma­ram a recons­trução do tem­plo de Deus em Jeru­salém, com a ajuda e assis­tência dos profetas de Deus.

3Naquele tempo, Tatenai, gover­­na­­­dor da outra margem do rio, Chetar-Bozenai e os seus colegas vieram pro­curá-los e falaram-lhes assim: «Quem vos autorizou a re­cons­truir o templo e a levantar as suas paredes?» 4E acrescentaram: «Quais são os nomes dos homens que trabalham neste edifício?»

5Mas Deus tinha os olhos sobre os anciãos dos judeus, e nin­guém lhes impediu a continuação dos tra­ba­lhos, espe­rando que che­gasse a resposta escrita de Dario sobre este assunto.


Relatório enviado ao rei6Cópia da carta que enviaram ao rei Dario o governador Tatenai, da outra mar­­gem do rio, Chetar-Bozenai e os seus colegas de Afarsac, que tam­bém vi­viam na outra margem do rio. 7En­viaram-lhe um relatório nestes termos:

«Ao rei Dario, saúde e pros­pe­ri­dade perfeita! 8Saiba o rei que fo­mos à província de Judá, ao tem­plo do grande Deus. Ele está a ser re­construído com pedras enormes, e o madeiramento está colocado sobre as paredes. Este trabalho está a ser executado com cuidado e cresce gra­ças às suas mãos. 9Por isso, interro­gámos os anciãos: ‘Quem vos autori­zou a reconstruir este templo e a levantar-lhe os muros?’ 10Perguntá­mos-lhes, também, os seus nomes para os escrever aqui, a fim de te dar conhecimento, pelo menos dos que estão à frente deles.

11Responde­ram-nos: “Nós somos servos do Deus do céu e da terra; estamos a recons­truir o templo que há muitos anos fora construído e con­cluído por um grande rei de Israel. 12Mas os nossos pais atraíram a ira do Deus do céu, que os entregou nas mãos do caldeu Na­bucodonosor, rei da Babi­lónia, que destruiu o templo e levou o povo ca­tivo para Babi­ló­nia. 13En­tretanto, no primeiro ano de Ciro, rei da Ba­bi­lónia, o rei Ciro ordenou a recons­trução deste tem­plo de Deus. 14E o próprio rei Ciro reti­rou do templo da Babilónia os uten­sílios de ouro e prata perten­cen­tes ao tem­­plo de Deus, que Nabuco­dono­­sor rou­bara no santuário de Jerusa­lém e trans­ferira para o templo da Babiló­nia, e entregou-os a Sesbaçar, que ele no­meou governador. 15E disse-lhe: ‘Toma estes utensílios, leva-os para o tem­plo de Jerusalém, e que o templo de Deus seja reconstruído sobre os seus alicerces.’ 16Então, Ses­­­baçar veio para aqui e lançou os fundamentos do templo de Deus em Jerusalém; desde esse tempo até agora, nós te­mos continuado a cons­trução, que ainda não está termi­nada.”

17Por­tanto, se o rei acha con­ve­niente que se façam investigações nos arquivos do rei, na Babilónia, para ver se é verdade que a ordem de reconstru­ção do templo de Deus, em Jerusa­lém, foi dada pelo rei Ciro, que o faça e, depois, comunique-nos a sua real decisão a tal respeito.»



Capítulos

Esd 1 Esd 2 Esd 3 Esd 4 Esd 5 Esd 6 Esd 7 Esd 8 Esd 9 Esd 10