Dt 9

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Infidelidades dos israelitas1«Escuta, Israel! Tu passarás hoje o Jordão, para entrares na posse de povos maiores e mais fortes do que tu e de cidades grandes com muralhas até ao céu, 2gente grande e alta, filhos de Anac, que conheces e de quem, muitas vezes, ouviste dizer: ‘Quem poderá enfrentar os filhos de Anac?’ 3Saberás, hoje, que o SENHOR, teu Deus, caminha diante de ti como um fogo devorador; Ele os destruirá e os esmagará diante de ti, de tal forma que os desalojarás e destruirás rapidamente, como o SENHOR te prometeu. 4Quando o SENHOR, teu Deus, os tiver expulso da tua presença, não digas no teu coração: ‘Foi pelo meu mérito que o SENHOR me introduziu na posse deste país’. De facto, foi pela maldade desses povos que o SENHOR os desalojou diante de ti. 5Não é pelo teu mérito, nem pela rectidão do teu coração que entrarás na posse das suas terras, mas devido à maldade desses povos é que o SENHOR, teu Deus, os desalojará diante de ti, para cumprir a palavra que jurou aos teus pais, Abraão, Isaac e Jacob.

6Fica, pois, a saber que não é pelo teu mérito que o SENHOR, teu Deus, te dará a posse dessa terra óptima, porque sois um povo de dura cerviz. 7Lembra-te, não esqueças que desgostaste o SENHOR, teu Deus, no deserto, desde o dia em que saíste da terra do Egipto até chegares a este lugar, revoltando-te contra o SENHOR! 8Até no Horeb, desgostaste o SENHOR, e o SENHOR irritou-se contra ti, a ponto de te querer destruir.»


Aliança do Horeb (Nm 11,1-34; 14,13-19) – « 9Quando subi à montanha para receber as tábuas de pedra, as tábuas da aliança que o SENHOR fez convosco, permaneci na montanha quarenta dias e quarenta noites, sem comer pão nem beber água.

10O SENHOR entregou-me as duas tábuas de pedra escritas com o seu dedo divino; sobre elas estavam todas as palavras que o SENHOR vos dirigira sobre a montanha, do meio do fogo, no dia da Assembleia. 11Passados quarenta dias e quarenta noites, o SENHOR entregou-me as duas tábuas de pedra, as tábuas da aliança.

12Disse-me, então, o SENHOR: ‘Levanta-te, desce imediatamente daqui, porque o teu povo se corrompeu, o povo que tiraste do Egipto. Depressa se afastaram do caminho que lhes ordenei e fabricaram para si um ídolo de metal fundido.’ 13Depois, o SENHOR falou-me assim: ‘Observei este povo e eis que é mesmo um povo de dura cerviz. 14Deixa-me destruí-lo, quero apagar o seu nome debaixo do céu. Depois, farei de ti um povo maior e mais numeroso do que ele’.»


Bezerro de ouro (Ex 32,1-14) – 15«Voltei-me e desci da montanha, que ardia em chamas, segurando nas minhas mãos as duas tábuas da aliança. 16Olhei e vi que tínheis pecado contra o SENHOR, vosso Deus, fazendo para vós um bezerro de metal fundido, afastando-vos rapidamente do caminho que o SENHOR vos ordenara.

17Agarrei então nas duas tábuas e, com as minhas mãos, atirei-as e parti-as diante de vós. 18Prostrei-me depois diante do SENHOR durante quarenta dias e quarenta noites, como da primeira vez, sem comer pão nem beber água, por causa do grave pecado que cometestes, fazendo o que era mal aos olhos do SENHOR e ofendendo-o. 19É que eu estava aterrado com a cólera e a indignação que o SENHOR manifestava contra vós, a ponto de vos querer exterminar. Contudo, o SENHOR ouviu-me, ainda desta vez.

20O SENHOR irritara-se também muito contra Aarão, de tal modo que queria exterminá-lo; mas, nesse dia, eu intercedi igualmente por Aarão. 21Depois, peguei no bezerro, a pecaminosa obra que fizestes, e atirei-o ao fogo, tendo-o martelado e esmagado bem até o reduzir a pó; em seguida, espalhei o pó na torrente que desce da montanha.

22Em Tabera, em Massá, em Quiberot-Hatavá, vós irritastes o SENHOR. 23E, quando o SENHOR vos mandou partir de Cadés-Barnea, dizendo: ‘Ide, tomai posse da terra que vos dou’, desobedecestes à palavra do SENHOR, vosso Deus, e não acreditastes nele nem ouvistes a sua voz! 24Sim, desde que vos conheço, fostes sempre rebeldes ao SENHOR.

25Prostrei-me a interceder diante do SENHOR durante quarenta dias e quarenta noites, e estive prostrado a interceder, porque o SENHOR tinha dito que vos destruiria. 26Prostrei-me a interceder ao SENHOR, dizendo: “Senhor DEUS, não destruas o teu povo, a tua herança que salvaste com a tua grandeza e tiraste do Egipto com a tua mão poderosa. 27Recorda-te dos teus servos, Abraão, Isaac e Jacob! Não olhes para a dureza deste povo, para a sua maldade e para o seu pecado. 28Não suceda que se diga na terra donde nos tiraste: ‘O SENHOR não foi capaz de os introduzir na terra que lhes tinha prometido; pelo mal que lhes queria é que Ele os tirou daqui, a fim de os matar no deserto’. 29No entanto, eles são o teu povo e a tua herança, que libertaste com o teu grande poder e com o teu braço estendido!”»



Capítulos

Dt 1 Dt 2 Dt 3 Dt 4 Dt 5 Dt 6 Dt 7 Dt 8 Dt 9 Dt 10 Dt 11 Dt 12 Dt 13 Dt 14 Dt 15 Dt 16 Dt 17 Dt 18 Dt 19 Dt 20 Dt 21 Dt 22 Dt 23 Dt 24 Dt 25 Dt 26 Dt 27 Dt 28 Dt 29 Dt 30 Dt 31 Dt 32 Dt 33 Dt 34