Dt 25

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

1«Quando houver uma questão entre dois homens, eles se apresentarão no tribunal e serão julgados; será absolvido o inocente e condenado o culpado.

2Se o culpado merecer a flagelação, o juiz o mandará deitar por terra e o fará açoitar na sua presença com um número de açoites proporcional ao seu delito. 3Não poderá infligir-lhe mais de quarenta açoites, para não atingir tal ferimento que o teu irmão fique abatido aos teus olhos.

4Não porás o cofinho ao boi que debulha.»


Lei do levirato (Gn 38; Rt 4,1-12; Mc 12, 19-23) – 5«Quando dois irmãos residirem juntos e um deles morrer sem deixar filhos, a viúva não irá casar com um estranho; o seu cunhado é que se unirá a ela e a tomará como mulher, segundo o costume do levirato. 6Ao filho primogénito que ela tiver pôr-se-á o nome do irmão morto e não se extinguirá o seu nome em Israel. 7Mas, se o homem se recusar a casar com sua cunhada, esta irá ter com os anciãos ao tribunal e dirá: ‘O meu cunhado recusa-se a perpetuar o nome do seu irmão em Israel e não quer observar o levirato para comigo.’ 8Então os anciãos da sua cidade o chamarão e interrogarão. Se ele disser: ‘Não me agrada recebê-la por mulher’, 9a cunhada aproximar-se-á dele, na presença dos anciãos, tirar-lhe-á a sandália do pé e cuspir-lhe-á no rosto, dizendo: ‘É assim que se deve fazer ao homem que não quer edificar a casa do seu irmão!’ 10E chamar-se-á a esse homem em Israel “casa do descalçado”.

11Quando dois homens se puserem à bulha um com o outro, e a mulher de um deles intervier para libertar o marido do que está a agredi-lo, pegando pelas partes genitais do adversário, 12cortarás a mão dela, sem piedade alguma.

13Não deves trazer no teu saco dois pesos desiguais, um maior e outro mais pequeno. 14Não deves ter em tua casa duas medidas desiguais, uma maior e outra mais pequena. 15Terás pesos exactos e justos, medidas exactas e justas, para que os teus dias se prolonguem na terra que o SENHOR, teu Deus, te há-de dar, 16porque o SENHOR, teu Deus, abomina todos os que procedem assim, todos os que praticam o mal.

17Lembra-te do que fez Amalec na viagem, quando saístes do Egipto, 18o qual te saiu ao caminho e atacou todos os que se arrastavam na retaguarda. Tu estavas extenuado, mas ele aproximou-se e não temeu a Deus. 19Quando, pois, o SENHOR, teu Deus, te livrar de todos os inimigos que te rodeiam, na terra que o SENHOR, teu Deus, te há-de dar em herança para a possuíres, apagarás de debaixo dos céus a memória de Amalec. Não te esqueças disto.»



Capítulos

Dt 1 Dt 2 Dt 3 Dt 4 Dt 5 Dt 6 Dt 7 Dt 8 Dt 9 Dt 10 Dt 11 Dt 12 Dt 13 Dt 14 Dt 15 Dt 16 Dt 17 Dt 18 Dt 19 Dt 20 Dt 21 Dt 22 Dt 23 Dt 24 Dt 25 Dt 26 Dt 27 Dt 28 Dt 29 Dt 30 Dt 31 Dt 32 Dt 33 Dt 34