Dt 1

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Introdução1Estas são as palavras que Moisés dirigiu a todo o Israel, do outro lado do Jordão, no deserto, na planície em frente de Suf, entre Paran, Tofel, Laban, Hacerot e Di-Zaab. 2São onze dias de jornada desde o Horeb, passando pelo monte Seir, até Cadés-Barnea.

3No quadragésimo ano, no décimo primeiro mês, no primeiro dia, Moisés disse aos filhos de Israel tudo o que o SENHOR lhe ordenara para eles. 4Depois de ter derrotado Seon, rei dos amorreus, que residia em Hesbon, e Og, rei de Basan, em Edrei, que residia em Astarot, 5do outro lado do Jordão, no país de Moab, Moisés começou a expor esta Lei:


I. PRIMEIRO DISCURSO

(1,6-4,43)


1. RECORDAÇÃO DO PASSADO

EXORTAÇÃO A SERVIR O SENHOR

(1,6-11,28)


6«O SENHOR, nosso Deus, falou-nos no Horeb, dizendo: ‘Há muito que vos encontrais neste monte. 7Parti, então! Segui o vosso caminho e dirigi-vos para as montanhas dos amorreus e para todas as suas povoações, na Arabá, na montanha, na Chefela, no Négueb, no litoral marítimo, no país dos cananeus e no Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates. 8Vou entregar-vos este país. Ide e tomai posse do país que o SENHOR prometeu por juramento dar a vossos pais, a Abraão, Isaac e Jacob, e aos seus descendentes, depois deles.’»


Escolha dos juízes (Ex 18,13-27; Nm 11,16-17) – 9«Nesse tempo, falei-vos assim: ‘Não posso, sozinho, tomar conta de vós. 10O SENHOR, vosso Deus, multiplicou-vos, e hoje sois tão numerosos como as estrelas do céu. 11Que o SENHOR, Deus dos vossos pais, vos multiplique mil vezes mais e vos abençoe, como prometeu! 12Como poderia, eu sozinho, suportar as vossas queixas e as vossas questões? 13Escolhei entre vós, nas vossas tribos, homens sábios, prudentes e experimentados, e eu os constituirei vossos chefes.’ 14Vós respondestes-me, dizendo: ‘O que te propões fazer é excelente.’ 15Então, eu escolhi, entre os principais das vossas tribos, homens sábios e experimentados e nomeei-os vossos chefes, como comandantes de milhares, de centenas, de cinquentenas e de dezenas, responsáveis pelas vossas tribos.

16Naquele tempo, ordenei também aos vossos juízes: ‘Dai audiência aos vossos irmãos e julgai com equidade as questões de cada um, sejam com um seu compatriota, sejam com um estrangeiro. 17Não façais distinção de pessoas no julgamento; ouvi tanto o pequeno como o grande. Não tenhais medo de ninguém, porque o julgamento pertence a Deus. Se uma questão for demasiado complicada para vós, apresentai-ma para eu a resolver.’ 18Naquele tempo, ordenei-vos tudo aquilo que devíeis fazer.»


Falta de fé e derrota em Cadés (Nm 13,1-27; 14,30-45) – 19«Depois, partimos do Horeb, atravessámos todo aquele deserto grande e temível que vistes, a caminho das montanhas dos amorreus, como nos ordenara o SENHOR, nosso Deus, e chegámos a Cadés-Barnea.

20Então eu disse-vos: ‘Acabais de chegar às montanhas dos amorreus, que o SENHOR, nosso Deus, nos há-de dar. 21Vê: o SENHOR, teu Deus, põe diante de ti esta terra! Vai, toma posse dela, como disse o SENHOR, Deus dos teus pais. Não temas nem te acobardes!’

22Então, vós todos aproximastes-vos de mim e dissestes: ‘Enviemos alguns homens à nossa frente para nos informarem acerca da terra e nos ensinarem o caminho que temos de seguir e para que cidades devemos ir.’ 23A proposta agradou-me; e eu escolhi de entre vós doze homens, um por cada tribo. 24Partiram, subiram o monte e atingiram o vale de Escol, explorando a terra. 25Colheram frutos da terra, trouxeram-nos até nós e fizeram-nos o seu relato, dizendo: ‘É óptima a terra que o SENHOR, nosso Deus, nos vai dar.’ 26Todavia, vós recusastes-vos a subir, desobedecendo ao SENHOR, vosso Deus. 27Nas vossas tendas murmurastes e dissestes: ‘Por nos odiar, é que o SENHOR nos fez sair da terra do Egipto, a fim de nos entregar nas mãos dos amorreus e nos aniquilar. 28Para onde iremos? Nossos irmãos fizeram-nos perder a coragem, quando disseram que viram lá um povo maior e mais forte do que nós, cidades grandes cujas muralhas se erguem até ao céu e até viram lá filhos de Anac.’ 29Respondi-vos, então: ‘Não vos assusteis e nada temais diante deles. 30O SENHOR, vosso Deus, que caminha à vossa frente, Ele próprio combaterá por vós como sempre fez convosco, no Egipto, à vossa vista, 31e também neste deserto. Aqui vistes o SENHOR, vosso Deus, conduzir-vos, como um pai conduz o seu filho, durante toda a caminhada que fizestes até chegardes a este lugar. 32E, apesar disso, não confiastes no SENHOR, vosso Deus, 33que caminhava à vossa frente para vos procurar lugares de descanso, mostrando-vos o caminho a seguir, durante a noite com o fogo e durante o dia com a nuvem.

34O SENHOR ouviu o rumor das vossas palavras, encolerizou-se e jurou: 35 ‘Nenhum dos homens desta geração perversa verá esta terra óptima, que tinha jurado dar a vossos pais. 36Só Caleb, filho de Jefuné, a há-de ver: dar-lhe-ei a terra que pisou, a ele e a seus filhos, porque permaneceu fiel ao SENHOR.’

37O SENHOR irritou-se também comigo por vossa causa e disse-me: ‘Tu também não entrarás na terra. 38Josué, filho de Nun, que está ao teu serviço, esse é que entrará ali. Encoraja-o, porque é ele quem a dará em posse a Israel. 39E as vossas crianças, que vós dissestes que seriam tomadas como despojos, e os vossos filhos que ainda hoje não sabem distinguir o bem do mal, esses é que entrarão ali! A eles a darei e eles a possuirão.’ 40Quanto a vós, voltai para trás e encaminhai-vos para o deserto, na direcção do Mar dos Juncos.

41Mas vós respondestes-me: ‘Pecámos contra o SENHOR; queremos subir nós mesmos e combater, conforme o SENHOR, nosso Deus, nos ordenou.’ E cada um de vós, cingindo as suas armas de combate, mostrou-se disposto a subir para a montanha. 42Mas o SENHOR falou-me: ‘Diz-lhes: Não subais nem combatais, porque não estarei ao vosso lado; não queirais ser vencidos pelos vossos inimigos.’

43Assim vos falei, mas não me ouvistes; desobedecestes à palavra do SENHOR, fostes arrogantes e subistes para a montanha. 44Os amorreus, porém, que ocupavam aquela montanha, saíram ao vosso encontro, perseguiram-vos como fazem as abelhas e desbarataram-vos, desde Seir até Horma. 45Então voltastes e chorastes diante do SENHOR; mas o SENHOR foi insensível aos vossos lamentos e não vos escutou. 46Por isso é que tivestes de ficar por tão longo tempo em Cadés.»



Capítulos

Dt 1 Dt 2 Dt 3 Dt 4 Dt 5 Dt 6 Dt 7 Dt 8 Dt 9 Dt 10 Dt 11 Dt 12 Dt 13 Dt 14 Dt 15 Dt 16 Dt 17 Dt 18 Dt 19 Dt 20 Dt 21 Dt 22 Dt 23 Dt 24 Dt 25 Dt 26 Dt 27 Dt 28 Dt 29 Dt 30 Dt 31 Dt 32 Dt 33 Dt 34