Abd 1

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

1Visão de Abdias.

Eis o que diz o Senhor Deus a respeito de Edom:

Recebemos do Senhor uma men­sa­gem,

um arauto foi enviado às nações:

«Levantai-vos, marchemos contra essa gente!

Ao ataque!»


A ruína de Edom

2Eis que vou tornar-te pequena

e profundamente desprezível en­tre as nações.

3A soberba do teu coração trans­viou-te,

a ti que moras nas fendas dos ro­chedos,

numa morada inacessível,

e dizes no teu coração:

«Quem me fará cair por terra?»

4Ainda que te eleves tão alto como a águia

e ponhas o ninho entre os astros,

hei-de precipitar-te.

–oráculo do Senhor.

5Se os ladrões entrassem em tua casa

ou salteadores da noite,

não levariam só o necessário?

Se vindimadores entrassem na tua vinha,

não deixariam rebusco?

6Como foste saqueado, Esaú!

Como foram revistados os teus esconderijos!

7Foste expulso até à fronteira

por todos os teus aliados.

Enganaram-te e derrotaram-te os teus amigos,

os teus comensais armadilharam os teus passos,

e não o percebeste!

8Eis que naquele dia –oráculo do Senhor –

farei perecer os sábios de Edom,

os inteligentes da montanha de Esaú!

9Também os teus soldados se aco­bardarão, ó Teman,

pois todo o homem será extermi­nado da montanha de Esaú.


A razão do castigo

10Por causa do morticínio,

da violência contra teu irmão Ja­cob,

cobrir-te-á a vergonha

e serás exterminado para sem­pre.

11No dia em que estavas pre­sente,

no dia em que estrangeiros captu­ravam o seu exército,

quando estranhos invadiam a ci­dade

e lançavam sorte sobre Jerusa­lém,

tu eras como um deles.

12«Não desfrutes do dia do teu ir­mão,

do dia do seu infortúnio.

Não te alegres à custa dos filhos de Judá,

no dia da sua perdição.

Não fales com arrogância,

no dia da tribulação.

13Não entres pelas portas do meu povo,

no dia da sua ruína.

Não desfrutes tu também da sua desgraça,

no dia da sua ruína.

Não deites a mão às suas rique­zas,

no dia da sua ruína.

14Não te ponhas nas encruzilha­das

para matares os que escaparem;

não entregues os sobreviventes,

no dia da tribulação.»


«Dia do Senhor»: triunfo de Israel (Ez 7)

15Porque o Dia do Senhor está perto,

ameaçador para todas as nações.

Como tiveres feito

assim se fará contigo;

o que praticares

recairá sobre a tua cabeça.

16Assim como bebestes sobre o meu monte santo

assim beberão todas as nações, sem cessar;

beberão, sorverão

e serão como se nunca tivessem sido.

17Mas sobre o monte Sião

haverá um resto de sobreviventes que será santo,

e os da casa de Jacob despojarão

aqueles que os despojarem.

18A casa de Jacob será um fogo

e a casa de José, uma chama.

Esaú será palha seca

consumida e devorada por aque­las.

Não haverá sobrevivente da casa de Esaú

porque o Senhor assim o disse.

19Os do Négueb ocuparão as mon­tanhas de Esaú,

os da planície tomarão a terra dos filisteus.

Ocuparão o território de Efraim e o território da Samaria,

e Benjamim possuirá Guilead.

20Os deportados deste exército,

os filhos de Israel

ocuparão as terras dos cananeus até Sarepta.

Os deportados de Jerusalém

21Subirão vitoriosos a montanha de Sião

para julgar a montanha de Esaú;

e o reino pertencerá ao Senhor.