2 Sm 6

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa
IV. David e a Arca Êxitos de David (6,1-8,18)


Trasladação da Arca para Je­ru­salém (1 Sm 4,3-4; 1 Cr 13,1-14; 15,1-29; 16,1-3) – 1David reu­niu depois toda a elite de Israel, em número de trinta mil homens, 2e pôs-se a cami­nho com todos os seus homens, desde Baalat de Judá, para de lá trazer a Arca de Deus, sobre a qual é invo­cado o nome do Senhor do universo, que está sentado sobre os querubins. 3Co­locaram a Arca de Deus num carro novo, tirando-a da casa de Abina­dab, situada na colina. Uzá e Aío, filhos de Abinadab, conduziam o carro novo. 4Conduziram-no da casa de Abina­dab, que está sobre a colina, e Aío ia adiante da Arca. 5David e toda a casa de Israel dançavam diante do Senhor, ao som de toda a espécie de instrumentos: harpas, cítaras, tam­bo­rins, sistros e címbalos. 6Mas, ao chegar à eira de Nacon, Uzá esten­deu a mão para a Arca de Deus e ampa­rou-a, porque os bois tinham escor­re­gado. 7En­tão, o Senhor, suma­mente indi­gnado contra Uzá, feriu-o por causa da sua ousadia, morrendo ali mesmo, junto da Arca de Deus. 8Da­vid ficou triste por o Senhor ter cas­ti­gado Uzá e, por isso, chamou àque­le lugar Cas­tigo de Uzá, nome que se conserva ainda hoje.

9Naquele dia, David teve gran­de temor do Senhor, e disse: «Como en­trará a Arca do Senhor em minha casa?» 10E não permitiu que a le­vas­sem para sua casa, na Ci­dade de Da­vid, mas ordenou que a trasla­das­sem para casa de Obede­dom, de Gat. 11Fi­cou a Arca do Se­nhor três meses na casa de Obededom, de Gat, e o Senhor abençoou-o e a toda a sua família.

12Disseram ao rei que o Senhor abençoara a casa de Obededom e to­dos os seus bens por causa da Arca de Deus. Foi, pois, David e transpor­tou-a da casa de Obededom para a Ci­dade de David, com grande regozijo. 13E a cada seis passos que davam os que transportavam a Arca do Senhor, sacrificavam um boi e um carneiro. 14David, cingindo a insígnia votiva de linho, dançava com todas as suas forças diante do Senhor. 15O rei e todos os israelitas conduziram a Arca do Senhor, sol­tando gritos de ale­gria e tocando trombetas. 16Ao en­trar a Arca do Senhor na Cidade de David, Mical, filha de Saul, olhou pela ja­nela e viu o rei a saltar e a dançar diante do Senhor; e sentiu por ele des­prezo em seu coração. 17Introduziram a Arca do Senhor e coloca­ram-na no seu lugar, no centro do taberná­culo que David construíra para ela; e Da­vid ofereceu holocaustos e sacrifí­cios de comunhão diante do Se­nhor.

18Quando David acabou de ofe­re­cer holocaustos e sacrifícios de co­mu­nhão, abençoou o povo em nome do Senhor do universo 19e distri­buiu ali­­mentos a toda a multidão dos israe­litas, homens e mulheres, dan­do a cada pessoa, um bolo, um pe­daço de carne assada e uma filhó. Depois, toda a multidão se retirou, indo cada um para a sua casa.

20Voltando David para abençoar a sua família, Mical, filha de Saul, saiu ao seu encontro e disse-lhe: «Que bela figura fez hoje o rei de Israel, dando-se em espectáculo às servas de seus vassalos, e descobrindo-se sem pudor, como qualquer homem do povo!» Mas David respondeu: 21«Foi diante do Senhor que dancei, do Senhor que me escolheu e me preferiu a teu pai e a toda a tua família, para me fazer chefe do seu povo de Israel. 22E bai­larei ainda mais, e me desonrarei aos meus próprios olhos, mas serei hon­rado pelas servas de que falaste.» 23E Mical, filha de Saul, não teve mais fi­lhos em todo o tempo que ainda viveu.



Capítulos

2 Sm 1 2 Sm 2 2 Sm 3 2 Sm 4 2 Sm 5 2 Sm 6 2 Sm 7 2 Sm 8 2 Sm 9 2 Sm 10 2 Sm 11 2 Sm 12 2 Sm 13 2 Sm 14 2 Sm 15 2 Sm 16 2 Sm 17 2 Sm 18 2 Sm 19 2 Sm 20 2 Sm 21 2 Sm 22 2 Sm 23 2 Sm 24