2 Sm 20

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Revolta de Cheba1En­con­­­trava-se ali um homem per­­verso, chamado Cheba, filho de Bi­cri, da tribo de Benjamim, o qual to­cou a trombeta e proclamou: «Nada temos a ver com David; nada temos de comum com o filho de Jes­sé! Cada um para as suas tendas, ó Israel!» 2Todos os homens de Israel aban­do­naram David e seguiram Che­ba, filho de Bicri. Mas os homens de Judá acompanharam o seu rei, des­de o Jordão até Jerusalém. 3David voltou ao seu palácio em Jerusalém; o rei tomou as dez concubinas que tinha deixado a guardar o palácio e colocou-as numa casa bem guar­dada, cuidando do seu sustento, mas não foi mais ter com elas; e ali ficaram enclausuradas até ao dia da sua morte, como se fossem viúvas.

4O rei disse a Amassá: «Reúne-me, em três dias, os homens de Judá e apresenta-te também com eles.» 5Amassá partiu para convocar Judá mas demorou-se mais do que o prazo que o rei lhe tinha fixado. 6En­­tão, David disse a Abisai: «Cheba, filho de Bicri, vai tornar-se agora mais perigoso que Absalão. Toma contigo os servos do teu senhor e persegue-o, não aconteça que ele encontre cida­des fortificadas e nos escape.» 7Par­tiram, pois, com Abi­sai os ho­mens de Joab, os creten­ses e os pele­teus, e todos os valentes saíram de Jerusa­lém em perse­gui­ção de Cheba, filho de Bicri. 8Quan­do chegaram junto da grande pedra que se encon­tra em Guibeon, Amas­sá foi ter com eles. Joab endossava a sua veste mi­litar; sobre ela levava, cingida à cin­tura, uma espada embainhada. Ao adian­tar-se, esta caiu. 9Joab pergun­tou a Amassá: «Como vais, meu ir­mão?» E agarrou-lhe a barba com a mão di­reita, para o beijar. 10Amassá, po­rém, não reparou na espada que segu­rava Joab. Este feriu-o no ven­tre e der­ramou por terra as entra­nhas dele. Não houve necessidade de um se­gundo golpe, pois caiu logo morto. Depois, Joab e seu irmão Abi­sai lan­çaram-se em perseguição de Cheba, filho de Bicri.

11Um dos soldados de Joab parou junto de Amassá e disse: «Todos os que amam Joab e estão com David sigam Joab!» 12Amassá continuava estendido no meio do caminho, co­berto de sangue. Reparando que todos se detinham para o ver, o soldado arras­tou Amassá para um campo e cobriu-o com um manto, pois viu que para­vam todos os que chegavam diante dele. 13Retirado do caminho, todos os homens de Israel seguiram atrás de Joab para per­seguir Cheba, filho de Bicri.

14Cheba atravessou todas as tri­bos de Israel em direcção a Abel-Bet-Maacá e todos os habitantes de Bi­cri o seguiram. 15Foram então sitiá-lo em Abel-Bet-Maacá e levantaram con­­tra a cidade um baluarte que chegava à altura da muralha. Todos os que estavam com Joab tentavam destruir a muralha. 16En­tão, uma mulher sensata da cidade pôs-se a gritar, dizendo: «Ouvi, ouvi! Dizei a Joab que se aproxime para que eu lhe possa falar.» 17Apro­ximou-se Joab e a mulher disse-lhe: «És tu Joab?» Respondeu ele: «Sim, sou eu.» Ela con­­­tinuou: «Escuta as palavras da tua serva.» Respondeu: «Estou a ouvir-te.» Ela continuou: 18«Outrora costumava dizer-se: ‘Quem procura conselho que o busque em Abel. E tudo se resol­verá’. 19Eu sou a mais pacífica e fiel de Israel, e tu pro­curas a des­truição de uma cidade, uma metrópole em Israel. Porque queres destruir o que é propriedade do Se­nhor?»

20Joab respondeu-lhe: «Lon­ge de mim tal coisa; não venho arrui­nar nem des­truir coisa alguma. 21Não se trata disso. A minha intenção é outra; ape­nas busco um homem da mon­ta­nha de Efraim, chamado Che­ba, filho de Bicri, que se atreveu a levantar a mão contra o rei David. Entregai-nos esse homem e retirar-me-ei da ci­da­de.» A mulher disse a Joab: «A sua cabeça será lançada por cima do mu­ro.» 22A mulher vol­tou à cidade e co­mu­nicou a todo o povo a sua sábia deci­são. Cortaram a cabeça a Cheba, filho de Bicri, e atiraram-na a Joab. Este tocou a trombeta e todos se re­ti­raram da cidade, cada um para sua casa. Joab voltou para junto do rei, em Jeru­salém.


Funcionários da corte de David (8,16-18) – 23Joab comandava todo o exército de Israel. Benaías, filho de Joiadá, capitaneava os cretenses e peleteus. 24Adoram presidia aos tra­balhos. Josafat, filho de Ailud, era o cronista. 25Cheva era o escriba. Sa­doc e Abiatar eram sacerdotes. 26Ira, o jai­­rita, era também sacerdote de David.



Capítulos

2 Sm 1 2 Sm 2 2 Sm 3 2 Sm 4 2 Sm 5 2 Sm 6 2 Sm 7 2 Sm 8 2 Sm 9 2 Sm 10 2 Sm 11 2 Sm 12 2 Sm 13 2 Sm 14 2 Sm 15 2 Sm 16 2 Sm 17 2 Sm 18 2 Sm 19 2 Sm 20 2 Sm 21 2 Sm 22 2 Sm 23 2 Sm 24