2 Sm 2

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

David é ungido rei de Judá (1 Sm 16,1-13) – 1Depois disto, Da­vid consultou o Senhor, dizendo: «Posso ir a alguma das cidades de Judá?» Respondeu o Senhor: «Po­des.» David perguntou: «A qual irei?» A resposta foi: «A Hebron.» 2David pôs-se a caminho de He­bron com suas duas mulheres, Aínoam, de Jezrael, e Abigaíl, viúva de Na­bal, de Car­mel. 3David levou também os seus compa­nheiros juntamente com as suas fa­mílias, que se fixaram nas cidades de Hebron. 4Os homens de Judá fo­ram lá e ungiram David como rei de Judá.

David soube, então, que os ho­mens de Jabés em Guilead tinham sepultado Saul. 5David mandou-lhes mensageiros, dizendo: «Abençoados sejais pelo Senhor, por terdes feito esta obra de misericórdia para com o vosso senhor Saul, sepultando-o. 6Que o Senhor, por sua vez, se mos­tre bom e fiel para convosco; eu tam­­bém vos farei bem por esta acção que realizastes. 7Tende coragem e sede valorosos! Vosso senhor Saul morreu, mas a casa de Judá ungiu-me como seu rei.»


Abner e Isboset8Entretanto, Abner, filho de Ner, chefe do exér­cito de Saul, tomou Isboset, filho de Saul, e levou-o a Maanaim, 9onde o declarou rei de Guilead, de Aser, de Jezrael, de Efraim, de Benjamim e de todo o Israel. 10Isboset, filho de Saul, tinha quarenta anos quando se tornou rei de Israel e reinou du­rante dois anos. Porém, a casa de Judá seguiu David. 11Sete anos e seis meses reinou David sobre a casa de Judá, em Hebron.


Batalha de Guibeon12Abner, fi­lho de Ner, e os homens de Isboset, filho de Saul, saíram de Maanaim para Guibeon. 13Joab, filho de Se­ruia, e os homens de David puse­ram-se também em marcha. E encontra­ram-se perto do lago de Guibeon e acamparam, uns de um lado e ou­tros do outro lado do lago. 14Abner disse a Joab: «Aproximem-se os man­cebos para lutar na nossa presença.» Joab chamou: «Venham!» 15Apre­sen­­ta­ram-se, pois, doze da tri­bo de Benjamim, da parte de Isbo­set, filho de Saul, e doze dos homens de Da­vid. 16Agarrando cada um a cabeça do seu adversário, atravessaram-se mu­tua­­mente com a es­pada, de modo que caíram todos ao mesmo tempo. Deu-se a este lugar o nome de Helcat-Hassurim, em Gui­beon. 17Travou-se rude batalha na­quele dia, tendo Abner e os homens de Israel fugido diante dos homens de David.

18Estavam ali os três filhos de Se­ruia, Joab, Abisai e Asael. Asael tinha os pés ligeiros como uma ga­zela sel­vagem. 19Pôs-se a perseguir Abner, sem se desviar nem para a direita nem para a esquerda. 20Abner, vol­tando-se, disse-lhe: «És tu, Asael?» Respondeu-lhe: «Sim, sou eu.» 21En­tão disse-lhe Abner: «Desvia-te para a direita ou para a esquerda e ataca um desses homens e leva-lhe os des­pojos.» Mas Asael não quis deixar de o perseguir. 22Abner disse outra vez a Asael: «Afasta-te e deixa de perseguir-me; ou queres que eu te fira e te lance por terra? Como pode­ria eu depois aparecer diante do teu irmão Joab?» 23Mas como ele conti­nuasse a persegui-lo, Abner feriu-o no ventre com a ponta da lança. A lança saiu-lhe pelas costas e Asael caiu morto ali mesmo. Todos os que passavam pelo lugar, onde Asael ja­zia morto, se detinham.

24Joab e Abisai lançaram-se em per­seguição de Abner. Era sol-posto, quando che­garam à colina de Ama, ao oriente de Guia, no caminho que vai para o deserto de Guibeon.

25Então, os filhos de Benjamim uniram-se a Abner, formando um só batalhão, e pararam no cimo da co­lina. 26Abner chamou Joab e disse-lhe: «Até quando irá a espada cei­far vidas? Não sabes que isto só nos pode acarretar tristeza? Não será já tempo de dizeres ao povo que deixe de perseguir os seus irmãos?» 27Joab respondeu: «Pelo Deus vivo! Se não tivesses dito nada, estes homens não deixariam de perseguir os seus irmãos antes de amanhã.» 28Joab tocou a trombeta, o povo deixou de perseguir os israelitas, e o combate terminou.

29Abner e seus homens caminha­ram toda a noite pela Arabá, passa­ram o Jordão, atravessaram todo o Bitron e atingiram Maanaim. 30Joab, terminada a perseguição, juntou todo o povo. Faltavam dezanove ho­mens de David, sem contar Asael. 31Mas os homens de David tinham morto trezentos e sessenta homens entre os benjaminitas e os de Abner. 32Le­varam Asael e sepultaram-no em Belém, no túmulo de seu pai. Joab e os seus homens marcharam durante toda a noite, chegando a Hebron ao raiar da aurora.



Capítulos

2 Sm 1 2 Sm 2 2 Sm 3 2 Sm 4 2 Sm 5 2 Sm 6 2 Sm 7 2 Sm 8 2 Sm 9 2 Sm 10 2 Sm 11 2 Sm 12 2 Sm 13 2 Sm 14 2 Sm 15 2 Sm 16 2 Sm 17 2 Sm 18 2 Sm 19 2 Sm 20 2 Sm 21 2 Sm 22 2 Sm 23 2 Sm 24