2 Rs 24

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Invasão de Nabucodono­sor 1No reinado de Joaquim, Na­bu­codonosor, rei da Babilónia, pôs-se em marcha contra Joaquim, que se tornou seu vassalo durante três anos. Depois, rebelou-se contra ele. 2O Senhor mandou contra Joa­quim as tropas dos caldeus, dos sírios, dos moabitas e dos amonitas; enviou-os contra Judá para o des­truir, conforme Ele anunciara pela boca dos profe­tas, seus servos. 3Isto aconteceu a Judá por ordem do Se­nhor, para afastá-lo da sua pre­sen­ça, por causa dos pecados cometidos por Manas­sés, 4e por causa do san­gue inocente que derramara, inun­dando Jerusalém de sangue ino­cente. E o Senhor não quis perdoar tal maldade.

5O resto da história de Joaquim, e tudo o que ele fez, tudo isso está escrito no Livro dos Anais dos Reis de Judá. 6 Joaquim adormeceu jun­tando-se aos seus pais, e seu filho Joiaquin sucedeu-lhe no trono.


Reinado de Joiaquin em Judá (609-598) (2 Cr 36,9-10; Jr 52,28-31) – 7O rei do Egipto nunca mais saiu fora do seu país, porque o rei da Babi­ló­nia se apoderara de todas as posses­sões do rei do Egipto, desde a tor­rente do Egipto até ao Eufrates. 8Joia­quin tinha dezoito anos quan­do começou a reinar, e reinou três meses em Je­ru­salém. 9Fez o mal aos olhos do Senhor, tal como o seu pai.

Primeira deportação dos judeus 10Foi nesse tempo que os homens de Nabucodonosor, rei da Babilónia, vie­ram sobre Jerusalém e a sitia­ram. 11Nabucodonosor chegou à ci­dade, quando as suas tropas a sitia­vam.

12Joiaquin, rei de Judá, saiu ao en­contro do rei da Babilónia, com sua mãe, com os altos funcionários, com os oficiais e com os eunucos; e o rei da Babilónia prendeu-o. Isto aconte­ceu no oitavo ano do reinado de Nabu­codonosor. 13E como o Se­nhor tinha anunciado, Nabucodo­nosor levou dali todos os tesouros do templo do Se­nhor e do palácio real, e quebrou todos os objectos de ouro que Salo­mão, rei de Israel, fizera para o san­tuá­rio do Senhor. 14Le­vou cativa toda a corte de Jeru­sa­lém, todos os chefes e todos os notá­veis, ao todo dez mil, com todos os ferreiros e artífi­ces; deixou apenas os pobres do país. 15De­portou Joia­quin de Jerusalém para a Babiló­nia, com a sua mãe, as suas mulhe­res, os eu­nu­cos do rei e os gran­des do país. 16Todos os homens de va­lor, aptos para a guerra, em número de sete mil, os ferreiros e os artífi­ces, em número de mil, o rei da Babiló­nia levou-os cativos para a Babiló­nia.


Sedecias, último rei de Judá (597-587) (2 Cr 36,11-13; Jr 52,1-3) – 17Em lugar de Joiaquin, o rei da Babiló­nia no­meou rei seu tio Mata­nias, cujo nome mudou para Sede­cias. 18Sedecias ti­nha vinte e um anos quando come­çou a reinar, e reinou onze anos em Jeru­­salém. Sua mãe chamava-se Ha­­mital, filha de Jeremias, natural de Libna.

19Ele fez o mal aos olhos do Se­nhor, tal como tinha feito Joa­quim. 20Assim aconteceu a Jerusa­lém e a Judá, por­que o Senhor, irri­tado, que­­­ria rejeitá-los da sua pre­sença. Se­de­­­cias revol­tou-se contra o rei da Ba­bi­­lónia.



Capítulos

2 Rs 1 2 Rs 2 2 Rs 3 2 Rs 4 2 Rs 5 2 Rs 6 2 Rs 7 2 Rs 8 2 Rs 9 2 Rs 10 2 Rs 11 2 Rs 12 2 Rs 13 2 Rs 14 2 Rs 15 2 Rs 16 2 Rs 17 2 Rs 18 2 Rs 19 2 Rs 20 2 Rs 21 2 Rs 22 2 Rs 23 2 Rs 24 2 Rs 25