2 Rs 2

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Elias arrebatado ao céu1Acon­­­teceu que, quando o Se­nhor quis arrebatar Elias ao céu, num re­de­moinho, Elias e Eliseu par­tiram de Guilgal. 2Elias disse a Eli­seu: «Fica aqui porque o Senhor envia-me a Betel.» Mas Eliseu respondeu-lhe: «Pelo Deus vivo e pela tua vida, juro que não te deixarei.» E desce­ram am­bos a Betel. 3Os filhos dos pro­fetas que estavam em Betel saí­ram ao encontro de Eliseu e disse­ram-lhe: «Não sabes que o Senhor vai levar hoje o teu amo por sobre a tua cabeça?» Ele respondeu: «Sim, eu sei. Calai-vos!» 4Elias disse a Eliseu: «Fica aqui porque o Senhor envia-me a Je­ricó.» Ele respondeu: «Pelo Deus vivo e pela tua vida, juro que não te dei­xa­rei.» E, assim, che­ga­ram a Jericó.

5Os filhos dos profe­tas que esta­vam em Jericó saíram ao encontro de Eli­seu e disseram-lhe: «Não sabes que o Senhor vai levar hoje o teu amo por cima da tua cabeça?» Respondeu: «Sim, eu sei. Calai-vos!» 6Elias disse a Eliseu: «Fica aqui porque o Senhor envia-me ao Jordão.» Mas Eliseu res­­pondeu: «Pelo Deus vivo e pela tua vida, juro que não te deixarei.» E par­tiram juntos. 7Seguiram-nos cin­quenta filhos dos profetas, que para­­­ram ao longe, voltados para eles, en­quanto Elias e Eliseu se deti­nham na margem do Jordão. 8Elias tomou o seu manto, dobrou-o e bateu com ele nas águas, que se separaram de um e de outro lado, de modo que pas­­saram os dois a pé enxuto. 9Tendo passado, Elias disse a Eliseu: «Pede o que quiseres, antes que eu seja se­pa­­rado de ti. Que posso fazer por ti?» Eliseu respondeu: «Seja-me con­ce­dida uma porção dupla do teu espí­rito.» 10Elias replicou: «Pedes uma coisa difícil. No entanto, se me vires quando estiver a ser arrebatado de junto de ti, terás aquilo que pedes; mas, se não me vires, não o terás.»

11Continuando o seu caminho, en­­tre­­tidos a conversar, eis que, de re­pente, um carro de fogo e uns cava­­los de fogo os separaram um do outro, e Elias subiu ao céu num redemoi­nho. 12Eliseu viu tudo isto e excla­mou: «Meu pai, meu pai! Carro e con­dutor de Israel!» E não o voltou a ver mais. Tomando, então, as suas vestes, rasgou-as em duas partes.


História de Eliseu (2,13-13,25)

13Eliseu apanhou o manto que Elias dei­­xara cair e, voltando, parou na mar­gem do Jordão. 14Pegou no man­to que Elias deixara cair, bateu com ele nas águas e disse: «Onde está agora o Senhor, o Deus de Elias? Onde está Ele?» Ao bater nas águas, estas sepa­raram-se para um e outro lado, e Eliseu passou. 15Os filhos dos profe­tas que estavam em Jericó, vendo o que acontecera dian­te deles, excla­­ma­ram: «O espírito de Elias repousa sobre Eliseu.» E indo ao seu encon­tro, prostraram-se por terra diante dele, 16e disseram: «Há aqui, entre os teus servos, cinquenta homens va­len­tes, que podem ir à pro­cura do teu amo. Talvez o Espírito do Senhor o tenha arrebatado e ati­rado sobre algum monte ou algum vale.» Eliseu respondeu-lhes: «Não os envieis.» 17Eles, porém, tanto in­sistiram, que Eliseu condescendeu e disse: «Enviai-os.» Mandaram, pois, cinquenta ho­mens, que procuraram Elias durante três dias, mas não o encontraram.

18Quando voltaram para junto de Eli­seu, que estava em Jericó, este disse-lhes: «Não vos dis­se eu que não fôsseis?» 19Os habi­tantes da cidade disseram a Eliseu: «A cidade está muito bem situada, como o pode ver o meu senhor; mas as águas são más e tornam a terra estéril.» 20Eliseu disse-lhes: «Trazei-me um prato novo e ponde nele sal.» Eles trouxeram-lho. 21Eliseu foi à fonte das águas e deitou-lhes sal, di­zendo: «Isto diz o Se­nhor: ‘Tornei saudáveis estas águas, e elas não mais causarão nem morte nem este­rilidade.’» 22As águas fica­ram boas até ao dia de hoje, se­gun­do a pala­vra pronunciada por Eliseu.

23Dali subiu para Betel. En­quan­to caminhava, saíram da cidade al­guns rapazitos, que se puseram a zombar dele, dizendo: «Sobe, careca! Sobe, careca! 24Eliseu virou-se para trás, viu-os e amaldiçoou-os em nome do Senhor. Imediatamente saíram da floresta dois ursos e despeda­ça­ram quarenta e dois daqueles rapa­zes. 25Dali, partiu para o monte Car­melo, donde voltou para a Samaria.



Capítulos

2 Rs 1 2 Rs 2 2 Rs 3 2 Rs 4 2 Rs 5 2 Rs 6 2 Rs 7 2 Rs 8 2 Rs 9 2 Rs 10 2 Rs 11 2 Rs 12 2 Rs 13 2 Rs 14 2 Rs 15 2 Rs 16 2 Rs 17 2 Rs 18 2 Rs 19 2 Rs 20 2 Rs 21 2 Rs 22 2 Rs 23 2 Rs 24 2 Rs 25