2 Rs 12

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Reinado de Joás (835-796) (2 Cr 24,1-27) – 1Joás tinha sete anos quando subiu ao trono. 2Come­çou a reinar no sétimo ano de Jeú e rei­nou quarenta anos em Jeru­salém. A sua mãe chamava-se Síbia, natural de Bercheba. 3Joás fez o que era recto aos olhos do Senhor, durante o tempo em que esteve sob a direc­ção do sacerdote Joiadá. 4Mas não destruiu os luga­res altos, onde todo o povo conti­nua­va a sacrificar e a queimar incenso. 5Joás disse aos sa­cerdotes: «Todo o dinheiro das coisas consagradas tra­zido ao templo do Senhor, o dinheiro entregue por todo o israelita recen­seado, o dinheiro pro­veniente do resgate das pessoas, após avaliação, e os dons espontâ­neos ofe­recidos ao templo do Senhor, 6recebê-lo-ão os sacerdotes e empregá-lo-ão na repa­ração do templo do Senhor, onde quer que precise de ser repa­rado.» 7Contudo, no vigésimo terceiro ano do reinado de Joás, os sacerdo­tes ainda não tinham feito qualquer res­tauração no templo do Senhor.

8O rei chamou o sacerdote Joiadá e os outros sacerdotes, e disse-lhes: «Porque não fazeis a reparação do templo? Doravante não recebereis mais dinheiro do povo, mas entregá-lo-eis, para se proceder às repara­ções do templo.» 9Proibiu os sacer­dotes de receber o dinheiro do povo e de fazer as reparações do edifício.

10O sacerdote Joiadá tomou um cofre, fez-lhe um buraco na tampa e colocou-o junto do altar, à direita da entrada do templo do Senhor. Os sacerdotes que guardavam a entra­da do templo depositavam ali todo o dinheiro que era levado ao templo do Senhor. 11Quando viam que ha­via muito dinheiro no cofre, um es­cri­ba do rei, com o Sumo Sacerdote, vinha, recolhia e contava o dinheiro, que se encontrava no templo do Se­nhor. 12Uma vez pesado o dinhei­ro, entregavam-no aos encarregados das obras do templo do Senhor, os quais pagavam aos carpinteiros e operá­rios que trabalhavam na casa do Se­nhor, 13bem como aos pedrei­ros e aos canteiros; compravam ain­da a ma­deira e as pedras de canta­ria neces­sárias às reparações, e cobriam todas as despesas decor­ren­tes dos traba­lhos. 14Porém, não se faziam taças, nem facas, nem ba­cias, nem trom­be­tas, nem utensílio algum de ouro ou de prata, com o dinheiro trazido do templo do Se­nhor. 15Antes, era integralmente dado aos empreitei­ros que o empre­gavam nas repara­ções do templo do Senhor. 16Não se pe­diam contas àque­les que recebiam o di­nhei­ro, des­tinado à paga dos ope­rá­rios, por­­que eram homens que tra­balha­vam honestamente. 17O di­nheiro dos sacrifícios pelo delito ou pelo pecado não era levado à casa do Senhor, por­que era dos sacerdotes.

18Na­que­le tempo, Hazael, rei da Sí­­ria, sitiou e apoderou-se de Gat. Dispu­nha-se a marchar sobre Je­rusa­lém, 19mas Joás, rei de Judá, toman­do os objec­tos sa­grados ofe­recidos pelos seus ante­pas­sados, Josafat, Jorão e Acazias, reis de Judá, e os que ele mesmo tinha oferecido, assim como todo o ouro que se achava nas reser­vas do tem­plo do Senhor e do palá­cio real, enviou tudo a Hazael, rei da Síria, o qual desistiu da sua cam­pa­nha con­tra Jerusalém.

20O resto da his­tória de Joás e tudo o que ele fez está tudo escrito no Li­vro dos Anais dos Reis de Judá. 21Os seus servos subleva­ram-se, conspi­ra­ram e assas­­si­­na­ram o rei Joás em Bet-Milo, na descida de Sila. 22Joza­bad, filho de Chimeat, e Jozabad, filho de Cho­mer, seus ser­vi­dores, feriram-no e ele morreu. Joás foi sepultado junto dos seus pais na cidade de David. Su­cedeu-lhe no trono seu filho Ama­cias.



Capítulos

2 Rs 1 2 Rs 2 2 Rs 3 2 Rs 4 2 Rs 5 2 Rs 6 2 Rs 7 2 Rs 8 2 Rs 9 2 Rs 10 2 Rs 11 2 Rs 12 2 Rs 13 2 Rs 14 2 Rs 15 2 Rs 16 2 Rs 17 2 Rs 18 2 Rs 19 2 Rs 20 2 Rs 21 2 Rs 22 2 Rs 23 2 Rs 24 2 Rs 25