1 Sm 5

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

A Arca na terra dos filisteus1Os filisteus apoderaram-se, pois, da Arca de Deus e levaram-na de Ében-Ézer para Asdod. 2Toma­ram a Arca de Deus, levaram-na para o tem­plo de Dagon e colocaram-na junto do ídolo. 3No dia seguinte, levan­tando-se de manhã cedo, os habitantes de Asdod viram a estátua de Dagon caí­da por terra, diante da Arca do Se­nhor. Levantaram Dagon e repuse­ram-no no seu lugar. 4No outro dia, le­vantando-se também de manhã cedo, encontraram Dagon caído de rosto por terra, diante da Arca do Senhor. A cabeça do ídolo e as mãos estavam cortadas, sobre o limiar da porta. Só o tronco de Dagon tinha ficado no seu lugar. 5Por isso é que os sacerdotes de Dagon e todos os que entram no seu templo, em As­dod, evitam ainda hoje colocar o pé sobre o limiar da porta. 6Depois disto, a mão do Senhor pesou sobre os habi­tantes de Asdod, enchendo-os de ter­ror, ferindo-os com tumores pestífe­ros em Asdod e seu território. 7Vendo isto, os habitantes de Asdod exclama­ram: «A Arca do Deus de Israel não ficará connosco, porque a sua mão pesa so­bre nós e sobre Dagon, nosso deus.»

8Convocaram, pois, todos os prín­ci­­pes dos filisteus e pergunta­ram-lhes: «Que faremos nós da Arca do Deus de Is­rael?» Eles responderam: «Que a Arca do Deus de Israel seja trans­portada para Gat.» E a Arca do Deus de Is­rael foi levada para lá. 9Mas, uma vez trans­portada para lá, a mão do Se­nhor pesou sobre a cidade, produ­­zindo grande terror e ferindo os ha­bi­tantes da cidade, dos mais novos aos mais velhos, com o aparecimento de tumores.

10Mandaram então a Arca de Deus para Ecron mas, quando ela ali che­gou, os ecronitas clamaram, dizendo: «Trouxeram-nos a Arca do Deus de Is­rael para nos matar, a nós e ao nosso povo!» 11Convoca­ram todos os prín­cipes dos filisteus e disseram-lhes: «Devolvei a Arca do Deus de Israel; que ela volte para o seu lugar, a fim de não perecermos, nós e todo o nosso povo.» Reinava na cidade o terror da morte, e a mão do Senhor fazia-se sentir rudemente, 12porque até os que não morriam eram feridos de tumo­res, e da ci­dade subia até ao céu um clamor de angústia.



Capítulos

1 Sm 1 1 Sm 2 1 Sm 3 1 Sm 4 1 Sm 5 1 Sm 6 1 Sm 7 1 Sm 8 1 Sm 9 1 Sm 10 1 Sm 11 1 Sm 12 1 Sm 13 1 Sm 14 1 Sm 15 1 Sm 16 1 Sm 17 1 Sm 18 1 Sm 19 1 Sm 20 1 Sm 21 1 Sm 22 1 Sm 23 1 Sm 24 1 Sm 25 1 Sm 26 1 Sm 27 1 Sm 28 1 Sm 29 1 Sm 30 1 Sm 31