1 Sm 3

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Vocação de Samuel (Jz 6,11-24; 13,1-25; Is 6,1-13; Jr 1,4-19) – 1O jo­vem Samuel servia o Se­nhor sob a direcção de Eli. O Senhor, naquele tempo, falava raras vezes e as visões não eram frequentes. 2Ora certo dia aconteceu que Eli estava deitado, pois os seus olhos tinham enfraquecido e mal podia ver. 3A lâm­pada de Deus ainda não se ti­nha apagado e Samuel repousava no templo do Senhor, onde se en­contrava a Arca de Deus. 4O Senhor chamou Samuel. Ele respon­deu: «Eis-me aqui.» 5Samuel correu para junto de Eli e disse-lhe: «Aqui estou, pois me chamaste.» Disse-lhe Eli: «Não te chamei, meu filho; volta a deitar-te.» 6O Senhor chamou de novo Samuel. Este levantou-se e veio dizer a Eli: «Aqui estou, pois me cha­­maste.» Eli respondeu: «Não te cha­mei, meu filho; volta a deitar-te.»

7Samuel ainda não conhecia o Se­nhor, pois até então nunca se lhe tinha manifestado a palavra do Se­nhor. 8Pela terceira vez, o Se­nhor chamou Samuel, que se levantou e foi ter com Eli: «Aqui estou, pois me chamaste.» Compreendeu Eli que era o Senhor quem chamava o menino e disse a Samuel: 9«Vai e volta a deitar-te. Se fores chamado outra vez, res­ponde: «Fala, Senhor; o teu servo escuta!» Voltou Samuel e deitou-se. 10Veio o Senhor, pôs-se junto dele e chamou-o, como das outras vezes: «Sa­muel! Samuel!» E Samuel respon­deu: «Fala, Senhor; o teu servo escuta!»

11O Senhor disse a Samuel: «Eis que vou fazer uma coisa em Israel que fará retinir os ouvidos a todo aquele que a ouvir. 12Nesse dia cum­prirei contra Eli todas as ameaças que anun­ciei contra a sua casa. Começarei e irei até ao fim. 13Anun­ciei-lhe que condenaria para sempre a sua famí­lia por causa da sua iniquidade, pois sabia que os seus filhos se portavam indignamente e não os corrigiu. 14Por isso, juro à casa de Eli que a sua culpa jamais será expiada, nem com sacrifícios nem com oblações.»

15Sa­muel ficou deitado até de ma­nhã e abriu as por­tas da casa do Senhor, mas te­mia contar a visão a Eli. 16Eli, po­rém, cha­mou-o e disse: «Sa­muel, meu filho!» E ele respon-deu: «Eis-me aqui.» 17Per­guntou-lhe Eli: «Que te disse o Se­nhor? Não me ocultes nada. O Senhor te castigue se­veramente, se me en­cobrires alguma coisa de quanto Ele te disse.»

18Então Samuel contou-lhe tudo sem nada ocul­tar. Eli ex­clamou: «O Senhor fará o que bem lhe parecer.» 19Samuel ia crescendo, o Senhor es­tava com ele e cumpria à letra todas as suas pre­dições.

20Todo o Israel, desde Dan até Ber­­­­cheba, reconheceu que Samuel era um profeta do Senhor. 21O Se­nhor continuou a manifestar-se em Silo. Era ali que o Senhor apa­recia a Sa­muel, revelando-lhe a sua pala­vra.



Capítulos

1 Sm 1 1 Sm 2 1 Sm 3 1 Sm 4 1 Sm 5 1 Sm 6 1 Sm 7 1 Sm 8 1 Sm 9 1 Sm 10 1 Sm 11 1 Sm 12 1 Sm 13 1 Sm 14 1 Sm 15 1 Sm 16 1 Sm 17 1 Sm 18 1 Sm 19 1 Sm 20 1 Sm 21 1 Sm 22 1 Sm 23 1 Sm 24 1 Sm 25 1 Sm 26 1 Sm 27 1 Sm 28 1 Sm 29 1 Sm 30 1 Sm 31