1 Sm 13

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Guerra contra os filisteus (14,1-16) – 1Saul era de meia-idade quando começou a reinar; e reinou cerca de vinte anos em Is­rael. 2Saul escolheu para si três mil ho­mens de Israel: dois mil para fica­rem com ele em Micmás e no monte Betel, e mil, com Jónatas, em Gui­beá, no ter­ritório de Benjamim. E despediu o resto do povo, cada um para sua casa.

3Jónatas derrotou a guarnição dos filisteus de Gueba. Souberam-no os filisteus. E Saul mandou tocar a trom­beta por toda a terra de Is­rael, dizendo: «Que o saibam os hebreus!» 4Todo o Israel ouviu esta notícia: «Saul destroçou toda a guar­nição dos filisteus e Israel atraiu sobre si o ódio deles.» E o povo congregou-se à volta de Saul em Guilgal.

5Juntaram-se os filisteus para com­­bater Israel, com trinta mil car­ros, seis mil cavaleiros e uma multi­dão tão numerosa como as areias da praia do mar. Partiram e acampa­ram em Micmás, a oriente de Bet-Aven. 6Ao sentirem-se cercados, os israelitas, vendo o perigo em que se achavam, ocultaram-se nas cavernas, nos buracos, nos rochedos, nas gru­tas e nas cisternas. 7Vários de­les atravessaram o Jordão e foram para a terra de Gad em Guilead.


Ruptura entre Samuel e Saul (15, 22-28; 28,16-20; Act 13,22) – Saul, entre­tanto, estava ainda em Guilgal com todo o seu povo, que tremia de medo. 8Es­perou sete dias, segundo a or­dem de Samuel. Mas este não che­gava a Guil­gal, e o povo, pouco a pouco, ia-se afas­tando. 9Disse, pois, Saul: «Trazei-me o holocausto e os sacrifícios de comunhão.» E ele mes­mo ofereceu o holocausto.

10Tendo acabado de o oferecer, eis que chegou Samuel. Saul saiu-lhe ao encontro para o saudar. 11Disse-lhe Samuel: «Que fizeste?» Respon­deu Saul: «Vendo que o povo se disper­sava e que tu não chegavas no tempo fixado, e que os filisteus se tinham reunido em Micmás, 12disse para comigo: ‘Agora os filisteus vão cair sobre mim em Guilgal, antes de eu aplacar o Senhor. Por isso, eu pró­prio me decidi a oferecer o holo­causto.’»

13Samuel replicou-lhe: «Procedeste insensatamente, não observando o mandamento que te deu o Senhor, teu Deus. Ele teria assegurado para sempre o teu rei­nado sobre Israel. 14Agora, o teu reinado não subsis­tirá. O Senhor escolheu para si um homem segundo o seu coração e fará dele chefe do seu povo, porque não observaste as suas ordens.» 15E Sa­muel retirou-se, subindo de Guil­gal a Guibeá de Benjamim. E Saul, pas­sando revista aos homens que esta­vam com ele, achou que havia cerca de seiscentos homens. 16Saul, Jónatas, seu filho, e a tropa que tinha ficado com eles acamparam em Guibeá de Benja­mim, enquanto os filisteus acam­param em Micmás. 17Três des­ta­camentos saíram do acampa­mento dos filisteus para a pilhagem: um to­mou o caminho de Ofra, no ter­ri­tório de Chual; 18outro avançou pelo caminho de Bet-Horon, e o terceiro dirigiu-se para a fronteira que do­mina o vale de Seboim, do lado do deserto.

19Ora, em toda a terra de Is­rael não se encontrava um fer­reiro, porque os filisteus tinham dito: «Os hebreus não hão-de fa­bri­car espadas nem lan­ças.» 20Por isso, todos os israelitas tinham que acu­dir aos filisteus para afiar a relha do arado, o enxadão, o machado ou a foice. 21O preço por afiar as relhas do arado e as enxa­das era de dois terços de siclo, e um terço de siclo para afiar os macha­dos e os agui­lhões. 22E, chegando o dia do com­bate, não se encontrou nem es­pada, nem lança nas mãos dos ho­mens que acompanhavam Saul e Jónatas. Ape­nas Saul e seu filho Jó­na­­tas esta­vam munidos dessas ar­mas. 23Um grupo de filisteus avançou para além do desfiladeiro de Micmás.



Capítulos

1 Sm 1 1 Sm 2 1 Sm 3 1 Sm 4 1 Sm 5 1 Sm 6 1 Sm 7 1 Sm 8 1 Sm 9 1 Sm 10 1 Sm 11 1 Sm 12 1 Sm 13 1 Sm 14 1 Sm 15 1 Sm 16 1 Sm 17 1 Sm 18 1 Sm 19 1 Sm 20 1 Sm 21 1 Sm 22 1 Sm 23 1 Sm 24 1 Sm 25 1 Sm 26 1 Sm 27 1 Sm 28 1 Sm 29 1 Sm 30 1 Sm 31