1 Rs 19

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Fuga de Elias para o Horeb 1Acab contou a Jezabel quan­­to Elias tinha feito, e como ele pas­sara a fio de espada todos os profe­tas de Baal. 2Então Jezabel man­dou um men­sageiro a Elias, para lhe di­zer: «Que os deuses me tratem com o maior rigor, se ama­nhã, a esta mesma hora, não fizer da tua vida o mesmo que tu fizeste da vida deles.»

3Elias teve medo e saiu dali para salvar a sua vida. De Judá chegou a Ber­cheba, onde dei­xou o seu servo. 4Andou pelo de­serto um dia de ca­mi­nho; sentou-se à sombra de um ju­ní­pero e pediu a morte para si: «Basta, Senhor, disse ele; tira-me a vida, pois não sou me­lhor do que meus pais.»

5Deitou-se por terra e adormeceu à sombra do junípero. Eis, porém, que um anjo o tocou, di­zendo: «Le­vanta-te e come.» 6Olhou e viu à sua ca­beceira um pão cozido sob a cinza e um copo de água. Co­meu, bebeu e tornou a dormir.

7Mais uma vez o tocou o anjo do Se­nhor, di­zendo-lhe: «Levanta-te e come, pois tens ainda um longo ca­mi­nho a per­correr.» 8Elias levan­tou-se, co­meu e bebeu; reconfortado com aque­la co­mi­da, andou quarenta dias e qua­renta noi­tes, até chegar ao Ho­reb, o monte de Deus.


Elias no Horeb (Mt 17,1-4) – 9Ten­do chegado ao Horeb, Elias pas­sou a noite numa caverna, onde lhe foi di­rigida a palavra do Senhor: «Que fazes aí, Elias?»

10Ele respondeu: «Es­tou a arder de zelo pelo Senhor, o Deus do uni­verso, porque os filhos de Israel aban­­donaram a tua aliança, derru­ba­ram os teus altares e assas­sinaram os teus profetas. Só eu esca­pei; mas também a mim me querem matar!»

11O Senhor disse-lhe então: «Sai e mantém-te neste monte, na pre­sença do Senhor; eis que o Se­nhor vai passar.» Nesse momento, passou diante do Senhor um vento impe­tuoso e violento, que fendia as mon­tanhas e quebrava os rochedos diante do Senhor; mas o Senhor não se encontrava no vento. Depois do vento, tremeu a terra. 12Passou o tremor de terra e ateou-se um fogo; mas nem no fogo se encontrava o Senhor. De­pois do fogo, ouviu-se o murmúrio de uma brisa suave. 13Ao ouvi-lo, Elias cobriu o rosto com um manto, saiu e pôs-se à entrada da caverna. Disse-lhe, então, uma voz: «Que fazes aqui, Elias?» 14Ele res­pon­deu: «Ardo em zelo pelo Senhor, Deus do uni­verso, porque os filhos de Israel aban­­donaram a tua alian­ça, derru­baram os teus altares e mata­ram os teus profetas. Só eu escapei; mas agora também me querem ma­tar a mim.»

15O Senhor disse-lhe: «Vai e volta pelo caminho do deser­to, em direc­ção a Damasco e, che­gando lá, hás-de ungir Hazael como rei da Sí­ria. 16Jeú, filho de Nimechi, como rei de Israel, e Eliseu, filho de Chafat, de Abel-Meolá, como profeta em teu lugar. 17Quem escapar à es­pada de Hazael será morto por Jeú, e quem escapar a Jeú será morto por Eli­seu. 18Mesmo assim, deixarei com vida em Israel sete mil homens que não ajoelharam perante Baal, e cujos lá­bios o não beijaram.»


Eliseu, sucessor de Elias19Elias partiu dali e encontrou Eliseu, filho de Chafat, que andava a lavrar com doze juntas de bois diante dele; ele próprio conduzia a duodécima jun­ta. Elias aproximou-se e lançou o seu manto sobre ele. 20Eliseu deixou logo os seus bois, correu atrás de Elias e disse-lhe: «Deixa-me ir beijar meu pai e minha mãe, que depois te se­gui­rei.» Elias disse: «Vai, mas volta, pois sa­bes o que te fiz.» 21Eliseu, deixando Elias, tomou uma junta de bois e imo­lou-os. Com a lenha do ara­do cozeu as carnes, dando-as depois a comer à sua gente. Em seguida, pôs-se a ca­minho e seguiu Elias para o servir.



Capítulos

1 Rs 1 1 Rs 2 1 Rs 3 1 Rs 4 1 Rs 5 1 Rs 6 1 Rs 7 1 Rs 8 1 Rs 9 1 Rs 10 1 Rs 11 1 Rs 12 1 Rs 13 1 Rs 14 1 Rs 15 1 Rs 16 1 Rs 17 1 Rs 18 1 Rs 19 1 Rs 20 1 Rs 21 1 Rs 22