1 Rs 16

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Profecia de Jeú1A pa­la­vra do Senhor foi dirigida a Jeú, filho de Hanani, a propósito de Basa, dizendo: 2«Uma vez que te le­vantei do pó e te constituí chefe do meu povo de Israel, mas tu seguiste as pegadas de Jeroboão e fizeste pecar o meu povo de Israel a ponto de me ofender com seus pecados, 3Eu vou varrer Basa e a sua família, e vou tornar a tua casa como a casa de Jeroboão, filho de Nabat. 4Qual­quer membro da família de Basa que morra na cidade será comido pelos cães, e o que morrer no campo será pasto das aves do céu.»

5O resto dos actos de Basa, as suas acções e os seus feitos gran­diosos, está tudo escrito no Livro das Actas dos Reis de Israel. 6Basa morreu, jun­tando-se a seus pais, e foi sepultado em Tirça. Seu filho Elá sucedeu-lhe no trono. 7A palavra do Senhor trans­mitida por intermédio do profeta Jeú, filho de Hanani, fora pronunciada contra Basa e sua fa­mí­lia, não só por todo o mal que tinha praticado aos olhos do Senhor, irri­tando-o com seu proceder e seguin­do as pegadas de Jeroboão, como também por ter des­truído a família de Jeroboão.


Elá, rei de Israel (887-886) – 8No vigé­simo sexto ano do reinado de Asa, rei de Judá, Elá, filho de Basa tor­nou-se rei de Israel; residia em Tirça e reinou por dois anos. 9O seu servo Zimeri, chefe de metade da sua cava­laria, conspirou contra ele. O rei en­contrava-se então em Tirça, em casa de Arça, intendente do seu palácio nessa cidade, bebendo e embria­gando-se. 10Zimeri entrou, feriu Elá e assas­sinou-o, sucedendo-lhe no trono; estava-se no vigésimo sétimo ano de Asa, rei de Judá. 11Logo que se fez rei e se sentou no trono, mandou exter­minar toda a família de Basa, sem deixar escapar ninguém do sexo mas­culino, parente ou amigo. 12Assim ex­terminou toda a família de Basa, segundo a pala­vra que o Senhor ti­nha dito pelo profeta Jeú contra Basa. 13Este foi o castigo de todos os peca­dos que Basa e seu filho Elá tinham come­tido e feito cometer a Israel, provo­cando a ira do Senhor, Deus de Israel, com os seus ídolos vãos.

14O resto da história de Elá e as suas acções, está tudo escrito no Li­vro dos Anais dos Reis de Israel.


Zimeri, rei de Israel (886) – 15No vi­gésimo sétimo ano de Asa, rei de Judá, Zimeri tornou-se rei em Tirça, durante sete dias. Por essa altura, o povo estava em guerra contra Gui­beton, que pertencia aos filisteus. 16O povo soube então da seguinte novi­dade: «Zimeri fez uma conspira­ção contra o rei e acabou mesmo por assassiná-lo.» Imediatamente todo o Israel constituiu seu rei o general Omeri, que estava no acampamento a comandar o exército de Israel. 17Este partiu de Guibeton com todo o exército de Israel a pôr assédio a Tirça. 18Então Zimeri, vendo que a cidade corria perigo de ser tomada, retirou-se para o palácio, incendiou-o e morreu ali. 19Morreu por causa dos pecados que tinha cometido, fa­zendo o mal aos olhos do Senhor, seguindo as pegadas de Jeroboão e o pecado com que este fizera pecar Israel. 20O resto da história de Zi­meri e sua conspiração, está tudo escrito no Livro dos Anais dos Reis de Israel.

21Então o povo de Israel divi­diu-se em duas facções: metade seguiu Tibni, filho de Guinat, para o acla­mar rei; a outra metade seguiu Omeri. 22O povo que seguiu Omeri suplantou os que seguiam Tibni, fi­lho de Guinat. Tibni morreu e Omeri tornou-se rei.


Omeri, rei de Israel (886-875) – 23No trigésimo primeiro ano do rei­nado de Asa, rei de Judá, come­çou Omeri a reinar em Israel e rei­nou durante doze anos. Depois de ter rei­nado seis anos em Tirça, 24comprou a Ché­mer, por dois talentos de prata, o monte de Samaria. Construiu uma cidade sobre esse monte, a que deu o nome de Samaria, do nome de Chémer, a quem pertencera o monte. 25Omeri fez o mal aos olhos do Se­nhor, per­petrando mais crimes do que todos os seus predecessores. 26Seguiu as pegadas de Jeroboão, filho de Na­bat, e imitou os pecados que ele levara Israel a cometer, a ponto de provo­car a ira do Senhor, Deus de Israel, por causa dos seus ídolos vãos. 27O resto da história de Omeri, os seus actos e os seus gran­des feitos, está tudo escrito no Livro dos Anais dos Reis de Israel. 28Omeri morreu, juntando-se a seus pais e foi sepultado na Sama­ria. Seu filho Acab tornou-se rei em seu lugar.


Acab, rei de Israel (875-853) – 29No trigésimo oitavo ano de Asa, rei de Judá, Acab, filho de Omeri, tornou-se rei de Israel. Acab, filho de Ome­ri, reinou em Israel, na Samaria, du­rante vinte e dois anos.

30Acab, filho de Omeri, fez o mal aos olhos do Se­nhor, mais do que to­dos os seus pre­de­cessores. 31E, como se não lhe bas­tasse imitar os peca­dos de Jeroboão, filho de Nabat, ainda tomou por es­posa Jezabel, filha de Etbaal, rei de Sídon; e foi prestar cul­to a Baal, pros­trando-se diante dele. 32Ergueu um altar a Baal no templo de Baal, que construiu na Sa­ma­ria. 33Acab fez também uma Achera, aumentando a ira do Se­nhor, Deus de Israel, mais do que todos os reis de Israel, seus predecessores. 34No seu tempo, Hiel de Betel re­cons­­truiu Jericó. Quando lançava os seus alicerces morreu-lhe Abiram, seu primogénito; e, ao pôr-lhe as por­tas, morreu-lhe Segub, seu último filho, conforme o Senhor anun­ciara por meio de Josué, filho de Nun.



Capítulos

1 Rs 1 1 Rs 2 1 Rs 3 1 Rs 4 1 Rs 5 1 Rs 6 1 Rs 7 1 Rs 8 1 Rs 9 1 Rs 10 1 Rs 11 1 Rs 12 1 Rs 13 1 Rs 14 1 Rs 15 1 Rs 16 1 Rs 17 1 Rs 18 1 Rs 19 1 Rs 20 1 Rs 21 1 Rs 22