1 Mac 16

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Vitória dos filhos de Simão sobre Cendebeu1Subindo João, de Guézer a Jerusalém, veio anunciar a seu pai o que fazia Cen­debeu. 2Simão chamou, então, os seus dois filhos mais velhos, João e Judas, e disse-lhes: «Eu, os meus ir­mãos e a casa de meu pai, temos resis­tido aos inimi­gos de Israel desde a nossa juventude até ao dia de hoje e tivemos a dita de libertar muitas vezes a nação. 3Mas já estou velho, enquanto vós, graças a Deus, tendes a idade necessária. To­mai, pois, o meu lugar e o de meu ir­mão, ide com­ba­ter pela nossa gente, e que o socorro do céu esteja con­vosco.» 4João recrutou, no país, vinte mil infantes e cavaleiros, os quais mar­charam contra Cendebeu e acam­pa­ram junto de Modin. 5Levantando-se ao romper da aurora, avançaram pela planície e viram um exército numeroso de infantes e de cava­lei­ros, que vinha contra eles. Só uma torrente separava os dois exércitos. 6João dispôs os seus homens em frente do inimigo mas, verificando que eles temiam passar o rio, atra­vessou-o primeiro, e todos lhe segui­ram o exemplo. 7Dividiu o exército em duas alas e colocou os cavaleiros no centro da infantaria, porque a cava­laria inimiga era muito nume­rosa. 8Fizeram soar as trombetas. Cen­debeu e os seus homens foram derrotados; muitos deles pereceram ao fio da espada e os que escaparam com vida refugiaram-se na forta­leza. 9Judas, irmão de João, foi ferido, mas João perseguiu o inimigo até Qué­dron, que Cendebeu tinha recons­truído. 10Muitos fugiram para as tor­res construídas na campina de Asdod, mas ele incendiou-as e pere­ceram cerca de dois mil homens. De­pois disto, João voltou em paz para a Judeia.


Fim trágico de Simão11Ptolo­meu, filho de Abubo, fora nomeado comandante da planície de Jericó. Tinha muito ouro e prata, 12porque era genro do Sumo Sacerdote. 13O seu coração ensoberbeceu-se e re­sol­veu tornar-se senhor do país: ma­qui­nou, pois, uma traição contra Simão e os seus filhos, para os fazer desa­parecer. 14E no décimo primeiro mês, isto é, no mês de Chebat, do ano cento e se­tenta e sete, quando ele percorria as cidades no interior do país, para zelar os seus interesses, Simão des­ceu a Jericó com os seus filhos, Mata­tias e Judas. 15O filho de Abubo rece­beu-os perfidamente, numa forta­leza, cha­mada Doc, que tinha construído. Ofe­receu-lhes um grande banquete, mas ocultou nela os seus homens. 16E quando Simão e os seus filhos fica­ram ébrios, Pto­lomeu e os seus homens levan­taram-se, tomaram as suas armas, lan­ça­ram-se sobre Simão e mata­ram-no na sala do banquete, juntamente com os seus dois filhos e alguns dos seus servidores. 17Isto foi uma grande trai­ção que se cometeu em Israel, pa­gando o bem com o mal.

18Ptolomeu escreveu ao rei, para o informar, pedindo-lhe que lhe en­viasse tropas em seu socorro, a fim de entregar nas suas mãos a região e as cidades. 19Enviou outros a Gué­zer, para que matassem João; e escre­veu aos chefes do exército para que se juntassem a ele, pois dar-lhes-ia prata, ouro e presentes. 20Enviou ou­tros emissários para que se apode­rassem de Jerusalém e da monta­nha santa.

21Porém, um ho­mem anteci­pou-se e foi a Guézer avisar João de que o seu pai e os seus irmãos ti­nham perecido e que Ptolomeu enviara tam­bém assassi­nos para lhe tirar a vida. 22Ao ouvir esta notícia, João fi­cou indignado, mandou prender aque­­les que vi­nham para o assas­si­nar e matou-os, pois sabia perfei­ta­mente quais eram as suas intenções.

23As outras faça­nhas de João, as suas guerras, os feitos que realizou com singular valor e a reedificação das muralhas, 24tudo isso está escrito nos Anais do seu pontificado, desde o tempo em que se tornou Sumo Sacerdote, depois do seu pai Simão.



Capítulos

1 Mac 1 1 Mac 2 1 Mac 3 1 Mac 4 1 Mac 5 1 Mac 6 1 Mac 7 1 Mac 8 1 Mac 9 1 Mac 10 1 Mac 11 1 Mac 12 1 Mac 13 1 Mac 14 1 Mac 15 1 Mac 16