1 Cr 21

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Recenseamento do povo (2 Sm 24,1-9) – 1Satan levantou-se contra Israel e incitou David a fazer o recenseamento de Israel. 2Da­vid disse a Joab e aos chefes do povo: «Ide fazer o recenseamento de Is­rael desde Bercheba até Dan, e trazei-mo para que eu saiba o seu número.» 3Joab respondeu: «O Se­nhor multi­plique o seu povo cem vezes mais! Não são todos eles, ó rei meu se­nhor, os servos do meu se­nhor? Para que exige agora isto o meu senhor? Por­que pretende uma coisa que será im­putada como pe­cado a Israel?» 4Mas o rei persistiu na ordem que dera a Joab. Joab partiu e, depois de percor­rer todo o Israel, regressou a Jeru­sa­lém. 5E entregou a David a lista do recen­seamento do povo. Havia em todo o Israel um milhão e cem mil homens aptos para a guerra e, em Judá, quatrocentos e setenta mil. 6Não fez o recenseamento da tribo de Levi nem da de Benjamim, por­que Joab abominava a ordem do rei.


Deus castiga David (2 Sm 24,10-17) – 7Deus não viu isto com bons olhos e feriu Israel. 8David disse a Deus: «Pe­quei gravemente, ao agir desta ma­neira. Agora digna-te per­doar a ini­quidade do teu servo, pois agi como um insensato.» 9Então o Senhor diri­giu-se a Gad, vidente de David, nes­tes termos: 10«Vai dizer a David: Isto diz o Senhor: ‘Propo­nho-te três coi­sas; escolhe uma delas, aquela que quiseres que Eu te faça’.»

11Gad foi ao encontro de Da­vid e dis­se-lhe: «Isto diz o Senhor: 12 ‘Esco­­lhe ou três anos de fome, ou três me­ses du­rante os quais fugirás dos teus ini­mi­gos e serás atingido pela sua es­pa­da, ou, durante três dias, a espada do Se­nhor e a peste, e o anjo do Se­nhor de­vas­tando todo o ter­ri­tório de Is­rael.’ Vê, pois, que res­pos­ta devo dar à­quele que me enviou.» 13David res­pon­deu: «Estou numa cruel an­gús­tia; mas é melhor cair nas mãos do Se­nhor, pois é imensa a sua mise­ri­cór­dia, do que cair nas mãos dos homens!»

14E o Se­nhor man­dou a peste a Is­rael, e mor­re­ram setenta mil ho­mens. 15Deus enviou um anjo a Jerusa­lém para a destruir. Quando ele a des­truía, o Senhor olhou e compadeceu-se des­te mal e disse ao anjo des­trui­dor: «Basta! Retira a tua mão.»

Ora o anjo do Senhor achava-se perto da eira de Ornan, o jebuseu. 16David levantou os olhos e viu o anjo do Senhor que estava entre o céu e a terra, com uma espada de­sembai­nhada na mão, dirigida con­tra Jeru­salém. Então, David e os an­ciãos, vestidos de saco, prostra­ram-se com o rosto por terra.


David constrói um altar ao Se­nhor (2 Sm 24,18-25; 2 Cr 7,1-11) – 17E David disse a Deus: «Não fui eu que man­dei fazer o recenseamento do povo? Fui eu que pequei e fiz esse mal. Mas essas ove­lhas, que fize­ram elas? Senhor, meu Deus, que a tua mão caia, pois, sobre mim e a casa do meu pai, mas não sobre o teu povo.» 18O anjo do Senhor man­dou Gad dizer a David que subisse para levantar um altar ao Senhor na eira de Ornan, o jebuseu. 19David subiu, de acordo com a ordem dada por Gad em nome do Senhor. 20Or­nan voltou-se e viu o anjo, e escon­deu-se com os seus quatro filhos. Estava nesse momento a debulhar o trigo. 21Quando David chegou perto de Ornan, este olhou e viu David e, saindo da eira, prostrou-se diante de David com o rosto por terra.

22David disse-lhe: «Cede-me o ter­­­reno da tua eira para eu erigir nela um altar ao Senhor; cede-mo pelo seu valor em dinheiro, para que o flagelo se retire de cima do povo.» 23Ornan respondeu: «Toma-o, e que o meu senhor, o rei, faça o que lhe parecer melhor. Vê: dou-te os bois para o holocausto, as grades para a lenha e o trigo para a obla­ção; dou-te tudo!» 24Mas David respondeu-lhe: «Quero comprá-lo a dinheiro pelo seu justo valor; não tomarei o que te pertence para dar ao Senhor e não oferecerei um holocausto que nada me custe.»

25David deu a Ornan seis­centos ciclos de ouro pelo terreno. 26E edi­fi­cou ali um altar ao Senhor. Ofere­ceu holocaustos e sacrifícios de comu­nhão. Invocou o Senhor e o Senhor res­pon­deu-lhe por meio do fogo que desceu do céu sobre o altar do holocausto.

27Então, o Senhor ordenou ao anjo que metesse a espada na bai­nha. 28Imediatamente, David, vendo que o Senhor ouvira a sua oração na eira de Ornan, o jebuseu, ofere­ceu ali sa­crifícios. 29O tabernáculo do Senhor, que Moisés construíra no deserto, e o altar dos holocaustos en­contravam-se nesse tempo no lugar alto de Gui­beon. 30Mas David não pôde dirigir-se a esse altar para rogar a Deus, por­que ficara ater­rado ao ver a es­pada do anjo do Senhor.



Capítulos

1 Cr 1 1 Cr 2 1 Cr 3 1 Cr 4 1 Cr 5 1 Cr 6 1 Cr 7 1 Cr 8 1 Cr 9 1 Cr 10 1 Cr 11 1 Cr 12 1 Cr 13 1 Cr 14 1 Cr 15 1 Cr 16 1 Cr 17 1 Cr 18 1 Cr 19 1 Cr 20 1 Cr 21 1 Cr 22 1 Cr 23 1 Cr 24 1 Cr 25 1 Cr 26 1 Cr 27 1 Cr 28 1 Cr 29