Movimento Bíblico

XVI Semana Bíblica de Gondomar

 

Fim de tarde. 

Braga, cidade dos Arcebispos. 

Depois de um dia recheado de aulas, o Dr. José Carlos Miranda empreende a viagem para Gondomar. 

Apreensivo, cogita com seus botões: 

«Chuva intensa, nevoeiro cerrado, frio q.b., 

noite de Finados… 

Será que, em Gondomar, 

alguém vai deixar o aconchego do lar 

para participar na Semana Bíblica dos Capuchinhos?» Apesar do GPS, 

o denso nevoeiro atira-o 

para um parque de estacionamento 

de uma grande superfície das redondezas, 

em vez da cripta dos Capuchinhos… 

Homem de palavra, não desiste. 

E sente-se amplamente compensado. 

A Palavra de Deus vence medos e obstáculos!

E a XVI Semana Bíblica de Gondomar 

iniciou com uma verdadeira «multidão» de corajosos, 

já  «santificados pela Palavra»  

– que este é o tema mobilizador 

destas «5 noites, 5 boas-novas».

   Em tempos de crise, 

a Vigararia de Gondomar 

«já não pode dispensar esta acção de formação, actualizada, criativa, exigente, 

mas a todos acessível»  

– pontualiza o Padre Alípio Barbosa, 

Pároco de Gondomar e Vigário da Vara, 

na apresentação da Semana Bíblica.

 

 

   O desafio foi aceite. 

Segundo o minucioso trabalho da Dolores, 

temos 265 inscritos. 

Mais 97 que no ano passado. 

Quando tudo diminui 

(o salário, a qualidade de vida, 

a vergonha de alguns governantes…), 

em Gondomar, este ano, 

 aumentam os participantes na Semana Bíblica. 

«Só ultrapassada pela Semana Bíblica 

sobre São Paulo, nos idos 2008» 

– reconhece frei Vítor, 

o grande arquitecto, engenheiro, 

construtor e cavouqueiro 

destas iniciativas.

Eis os participantes, por paróquias: 

Covelo (2), Ermesinde (1), Fânzeres (14), 

Foz do Sousa (2), Jovim (7), Medas (2), 

Rio Mau (1), Rio Tinto (9), 

São Cosme (218), 

São Domingos de Benfica (1 - Bem-vinda seja!), 

São Pedro da Cova (6), Valbom (1). 

Estes são os inscritos.  

Também há aqueles que vêm, vêem, gostam

e… para o ano voltam. 

Mas não se inscrevem!

 

 

   Diante de nós, 

um palco belamente ornamentado, 

grávido de símbolos. 

São 50 anos do Concílio Vaticano II, 

o Pentecostes do século XX, 

o terramoto que abalou a Igreja e o mundo. 

São 50 anos da primeira edição 

da Bíblia dos Capuchinhos, 

a verdadeira «vulgata» da lusofonia. 

Tudo emoldurado 

pelo Ano da Vida Consagrada, 

proposto pelo querido «senhor» papa Francisco. 

E às portas do Grande Jubileu da Misericórdia… 

Daí aquele amplo Globo alumiado por 50 luzes, 

com o Grande Livro, 

como «rocha» de uma vida 

verdadeiramente apaixonada por Deus 

e pelos irmãos. 

A nossa Armandina sempre a surpreender-nos. 

Com arte e beleza.

   A irmã Chuva e a intempérie podem continuar. 

Mais persistentes serão os participantes. 

«Por um bem maior» 

– proclamava alto e bom som o Dr. José Carlos.

   Alegremo-nos! 

A Semana Bíblica de Gondomar 

é a Festa da Esperança: 

«Santificados pela Palavra 

– Ser Consagrado, Hoje, na Igreja e no Mundo».

 

[frei Acílio, texto; Rui Baltazar, fotos]