Missões

Dois leigos Capuchinhos para Timor

Tendo sido prolongado por mais um ano o programa LCM dos Capuchinhos, dois novos missionários leigos partiram para Laleia no passado dia 17 de janeiro.

Sandrina de Jesus da Silva, de 36 anos, natural de Bidoeira de Cima, Leiria, engenheira informática, empregada numa empresa multinacional de Leiria. Na sua paróquia da Bidoeira era a dirigente do grupo coral, catequista e organista.

Luís Pedro Pereira da Silva, de 25 anos, engenheiro eletrotécnico e empregado na NOS. Na paróquia do Calhariz de Benfica estava integrado no grupo de jovens.

 

Tendo amadurecido neles a vocação missionária, depois de um tempo de estudo e reflexão, com o apoio da família (à mistura com as lágrimas) e de alguns amigos, estimulados pelas suas comunidades cristãs e com a compreensão das empresas que lhe garantiam um emprego estável, os dois seguiram para Laleia, em Timor-Leste num projeto missionário por um ano.

A sua experiência profissional será posta ao serviço daquela comunidade através da formação dos jovens e na radio da paróquia. Mas, para além da sua especialidade terão de colocar sobretudo ao serviço daquele povo a sua experiência e vivência cristã na catequese, na liturgia, na alfabetização e possivelmente terão de colaborar em outros campos como na culinária e na agricultura.

 

No passado dia 8 de janeiro acompanhámos o Luís na paróquia do Calhariz de Benfica para participar no “envio” por parte do Provincial dos Capuchinhos e daquela comunidade cristã. Recebeu o apoio de toda a Igreja ali representada pelos diversos missionários presentes, por muitos jovens, escuteiros e um grande número de cristãos.

 

 

 

 

No domingo seguinte, dia 15, foi a vez da Sandrina também ser “enviada” para Timor, com a presença do Ministro Provincial, do pároco e de outros antigos missionários. Ela própria dispôs as coisas para a Missa e dirigiu o grupo coral. Este encontro dominical na Bidoeira foi precedido por uma exposição missionária e um encontro com os alunos da catequese realizado por dois jovens capuchinhos timorenses.

 

 

 

Os dois novos missionários leigos foram acompanhados na viagem pelo Frei Hermano Filipe, missionário naquele país há 13 anos.

Ami hotu hein ba Sandrina no Luís fiar barak no coragem ba missaun Maromak nia reinu.