Missões

Gala solidária a favor das crianças de S. Tomé

O Frei Fernando Ventura, franciscano capuchinho sobejamente conhecido de muitos, foi a alma da gala solidária realizada no Salão Preto e Prata do Casino de Estoril, na noite de 21 de Dezembro de 2014, cujo objetivo era o de catalisar boas vontades para a causa solidária Banco de Leite de S. Tomé e Príncipe. A sala com mais de 800 lugares estava praticamente repleta.

 

O frei Fernando Alberto, Ministro Provincial dos Capuchinhos de Portugal, participou neste evento, testemunhando a beleza dum espetáculo raro de música, dança, luz e som, intitulado Mam’Africa, apresentado pelo Sr. Júlio Isidro (RTP), pela D. Fátima Lopes (TVI) e pelo Frei Fernando Ventura.

 

Foi um espetáculo que juntou entidades de todos os quadrantes políticos e religiosos, naquela que foi uma noite de magia e de festa com a presença do Primeiro-ministro Dr. Pedro Passos Coelho, do D. Duarte de Bragança, do Secretário de Estado da Segurança Social, representantes do Ministério da Educação, dos sindicatos (10% da sala estava a cargo da CGTP), delegações da comunidade islâmica e da comunidade judaica e de tantos anónimos que têm acompanhado de perto e acarinhado quantos se empenham por esta causa humanitária.

 

Este espetáculo foi produzido e realizado inteiramente pela Associação Alma Mater Artis (AMA), sediada em Águas Santas, concelho da Maia. Constituída oficialmente em Março de 2014 com Estatuto de Utilidade Pública, esta Associação tem por objetivo o desenvolvimento de atividades educativas nas componentes artísticas de dança, teatro, música, artes plásticas e outras, fomentando a criação artística individual e coletiva, através de atividades, apresentações e espetáculos, num âmbito de apoio a causas culturais, sociais e humanitárias. É esse apoio que tem permitido a alimentação da totalidade das crianças do orfanato de S. Tomé e Príncipe bem como a distribuição de mais de 1000 copos de leite diários a outras tantas crianças daquele arquipélago. 

No âmbito do projeto Banco de Leite de S. Tomé e Príncipe, esta Associação já conseguiu garantir a presença permanente de uma ONG Portuguesa composta por jovens dentistas em regime de voluntariado chamada "Mundo a Sorrir" e está a intervir diretamente também no envio de material escolar e no desenvolvimento do turismo étnico que tem por base não os grandes grupos económicos que estão instalados nas duas ilhas, mas o apoio a comunidades nativas no desenvolvimento de turismo sustentável e respeitador das pessoas. Aquando das suas férias de Agosto passado, o Frei Fernando Ventura e os dois responsáveis pela Associação, criaram em S. Tomé a Associação Alma Mater Artis STP, com o apoio do Presidente da República e com o patrocínio da Assembleia da República e da Embaixada de Taiwan. Neste momento, a iniciativa "1 Mochila, 2 Sorrisos", que está em curso, vê envolvidas mais de 2500 pessoas em Portugal e em S. Tomé.

 

Quanto aos objetivos para o futuro, esta Associação continuará a promover nos jovens e crianças a educação para a cidadania, utilizando a vertente artística como instrumento fundamental para o sucesso educativo nas suas diferentes dimensões. Continuará a manter e fortalecer a responsabilidade social pelas causas sociais e humanitárias, incutindo valores de partilha e solidariedade nas crianças e jovens da Associação. E para poder realizar tudo isto, um dos grandes desafios no momento é o de levar a efeito a intervenção profunda na casa artística que a Associação já adquiriu (e precisa de muitos para ajudar a pagar), de forma a criar as condições que garantam o desenvolvimento das atividades artísticas, educativas e solidárias.

O Frei Fernando Ventura, que não tem qualquer responsabilidade da direção da Associação, nem em qualquer compromisso financeiro por esta assumido tem sido, entretanto, um dos rostos da visibilidade nacional e internacional do projeto. Em contrapartida, esta parceria tem-lhe permitido contactar com audiências enormes em locais onde muito dificilmente se faz ouvir a voz do Evangelho.

 

Quem quiser ajudar a Associação Alma Mater Artis e as causas que apoia, para além dos donativos, pode fazê-lo tornando-se sócio, escolhendo pagar uma quota vitalícia (1 euro) ou anual (0,01 euro). Para outras informações, aqui ficam os contactos e os links da SIC e RTP:

 

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2014-12-20-Espetaculo-solidario-no-Casino-Estoril-une-danca-musica-e-teatro

 

http://www.rtp.pt/play/p1236/e163672/reporter-africa-2-edicao  

 

 

 

Associação Alma Mater Artis

Rua Camilo Castelo Branco, 89 – 4425 MAIA

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.www.facebook.com/amartis.pt

Telf: 22 974 94 35 – Fax: 22 974 94 37

NIB – 0036 0407 991060053712 3

www.amartis.pt.

 

 

 

 

 [Fernando Alberto]