Revista(s) Bíblica(s)

A revista BÍBLICA teve início em Beja, na residência que os Capuchinhos tinham junto à igreja paroquial do Salvador, a 25 de Fevereiro de 1955. Foi seu primeiro diretor frei Gabriel de Castro Daire (Mário de Oliveira Figueiredo) e Administrador, frei Inácio de Vegas. Em Junho desse ano saiu o primeiro número levando como antetítulo: revista de cultura e difusão. Tinha 32 páginas ilustradas a preto e branco, o formato de 13,5x19cm, uma tiragem de 3000 exemplares e a assinatura anual custava 10$00.

Num mês, só em duas dioceses, o frei Inácio angariou 2000 assinantes, que no início de 1956 subiram para 7500. Em 1961, em 25 dias nos Açores (ilhas da Terceira, Santa Maria e São Miguel), arranjou mais 3.025 novos assinantes; e em 15 dias na Madeira,1.155. Com onº 75, em janeiro-fevereiro de 1968, a revista surge totalmente remodelada: o formato passa para 17x23, com a capa a quatro cores e o interior de 48 páginas, profusamente ilustrado, a duas. Com o nº 231 (março-abril de 1994), aos 40 anos, assumiu a cor total também no interior, até hoje.

Atualmente, com o mesmo nome, temos uma revista popular e outra científica. A popular, de nível médio, é bimestral, tem 48 páginas a quatro cores e destina-se ao grande público, assegurando um primeiro contacto e descoberta da Bíblia e da sua mensagem, bem como a formação e informação permanente neste campo. Daí a preocupação com a linguagem, a escolha e tratamento dos temas. A científica, iniciada em 1993, é apenas anual. Publica as conferências feitas na Semana Bíblica Nacional e recensões; por isso as páginas e o preço são variáveis.